Vale das Luas – Nancy de Lustoza Barros e Hirsch

1
606

Biografia: Carioca, nascida em meados do século passado, formada em Arquitetura e Jornalismo com pós-graduação na ESPM. Devoradora de livros desde pequena, aos 10 anos li “O Diário de Anne Frank”. Meu marido, Claudio, e eu festejamos bodas de prata no final do ano passado. Ele também é doente por livros! Nossa biblioteca se divide em “os seus, os meus e os nossos”.


Sinopse: Parecia que a coisa que Diana Queirós mais fazia nos últimos tempos era checar números: quando surgiu a oportunidade de um período de pesquisa astronômica no deserto de Utah, Otávio ficou parecendo um menino, e o que o menino queria ela proporcionava. A passagem para os Estados Unidos era patrocinada, mas o cientista pagava por sua própria estada, e o dólar tinha acabado de entrar numa ascendente. “Precisava esticar as economias para que ele pudesse viajar! Sentada à mesa que servia de escritório no apartamento, ela suspirou e começou a roer o esmalte das unhas.”
Quando Diana descobre que o sítio de leite da família é um item considerável no seu orçamento, ela decide pôr um fim àquilo. Um enfrentamento vai surgir inevitavelmente. É quando a personagem principal precisará dar um boi para não entrar na briga e uma boiada para não sair dela.
Ao mesmo tempo, Laila Queirós, sua filha de vinte e poucos anos precisa aprender que a vida mansa acabou, que há consequências para todos os seus atos e que o amor significa muito mais do que carrões, festas e jogos de poder.
“O drama das relações marido/mulher; mãe/filha; sogra/nora; urbano/rural. Os personagens se movem num microcosmo: uma pequena elite de proprietários vive entre negócios e exposições. A protagonista é uma mulher forte, que, desempregada, se muda para o sítio leiteiro em que a sogra é figura de proa. Ao seu dinamismo se opõe o jeito contemplativo do marido, um cientista mal remunerado, que não chega a ser um bon vivant, mas se encaixa na categoria de sedutor inveterado, avesso ao lado prático da vida. O branco da lua, presente no decorrer de todo o texto, suaviza a luta constante pelo leite, também branco e precioso. O final é surpreendente. A autora usa a técnica de trazer um episódio, tido como en passant para o leitor, e o reveste de importância não esperada. O drama não descarta o humor.” – Marlene de Lima

Disponível para compras online na Cultura, na Martins Fontes e na Asabeça. Também, com a própria autora nocfhny@namahe.com.br

Um comentário

  1. #arcasaotantascoisas

    Parabéns por ter um espaço de divulgação só para autores nacionais , pois ainda predomina no país como best-sellers autores internacionais .

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here