Um Grito no Silêncio – Edital

Um Grito no Silêncio – Edital

9 2573
  1. För Viagra 130 mg master um grito no silencioaS

    http://nutrilovepets.com/?wordfence_logHuman=1 köpa cialis online flashback OBJETIVO

http://tarbitoitutargalt.ee/?yaichko=guadagnare-opzioni-binarie-60-secondi&bf0=f0 guadagnare opzioni binarie 60 secondi Incentivar novos autores a publicarem seus textos e desta forma mostrar-lhes meios para publicação de trabalhos futuros.

Um Grito no Silêncio

  1. iq options PROCESSO DE INSCRIÇÃO

2.1. A Antologia “Um Grito no Silêncio” é promovida pelo Arca Literária, em parceria com a Editora Illuminare

2.2. Poderão participar da antologia todas as pessoas físicas maiores de 18 anos, residentes legais no Brasil, bem como residentes no exterior.

2.3. Das características da antologia: A antologia “Um Grito no Silêncio” será constituída por Contos escritos por autores/as que passaram por algum tipo de violência (contra a mulher) ou que possuem conhecimento sobre situações semelhantes.

2.4. A participação se dará da seguinte forma:

خيارات ثنائية باستخدام تحركات الأسعار 1º Etapa: Inscrição dos autoras será via e-mail antologias.arca@gmail.com – trenbolone enanthate dosage com início imediato até 15 de julho do ano corrente. No e-mail a autora deve informar seu interesse em participar da antologia e nos informar o número de seu WhatsApp para que o mesmo seja adicionado ao grupo de autores participantes. Toda e qualquer informação sobre a participação e seus detalhes poderão ser tiradas por e-mail.

1.1 Somente inscrições de autoras serão aceitas

binäre optionen steuern deutschland 2º Etapa: Confecção do conto que deverá ter até http://www.soleg.de/?optionende=ig-bin%C3%A4re-optionen-mindesteinzahlung&c39=97 ig binäre optionen mindesteinzahlung 8000 caracteres contanto com os espaços (fonte utilizada Arial, tamanho 12, espaçamento 1,5)

2.1 bynary option O texto deverá ser enviado revisado. Não nos responsabilizamos pela revisão dos textos.

aut opzioni binarie truffa 3° Etapa: O texto será posto em análise e após aprovação o autor receberá o contrato de publicação junto a Editora Illuminare onde receberá instruções sobre seu preenchimento e devolução do mesmo;

4º Etapa: O autor deverá nos enviar uma biografia com a contagem de azioni binarie iutube 250 a 300 caracteres contando os espaços.

opcje binarne czy sie opłaca 5° Etapa: O autor efetuará o pagamento da sua cota de participação no valor de R$ 150,00 acrescidos de R$ 20,00 referentes ao frete dos 04 livros que receberá como pagamento de seus direitos autorais.

*Caso o autor deseje mais exemplares da antologia o mesmo deverá solicitar à Editora Illuminare a confecção dos mesmos, os valores cobrados serão determinados em contrato junto à mesma.

le opzioni binarie video grillo 3 DA ACEITAÇÃO DOS CONTOS APÓS SELEÇÃO DOS AUTORES:

3.1. Serão aceitos apenas contos em língua portuguesa com limite de 08 mil caracteres contando os espaços.

3.2. Não serão aceitos fanfics nem contos que pertençam ao universo de personagens já existentes criados por outro autor ou contos já publicados ou postados na internet. Precisa ser original.

3.3. Os textos devidamente formatados deverão ser enviados para o e-mail: antologias.arca@gmail.com com o assunto CONTO PARA ANTOLIGIA “UM GRITO NO SILENCIO”, seguido do nome do autor, endereço, uma biografia de no máximo 5 linhas assim como o nome com o qual deseja que seja apresentado na antologia.

365trading erfahrung 4 NÃO SERÃO ACEITOS CONTOS QUE:

(a) possam causar danos a terceiros, seja através de difamação, injúria ou calúnia, danos materiais e/ou danos morais;

(b) ofendam a liberdade de crença e as religiões;

(c) contenham dados ou informações racistas ou discriminatórios;

(d) façam propaganda eleitoral ou divulguem opinião favorável ou contrária a partidos ou candidatos; (e) tenham sido produzidos por terceiros;

(f) que não venham formatados nas normas estabelecidas por esse regulamento

(g) cunho erótico

steuern binäre optionen 5 DOS CONTOS:

5.1. Os contos serão analisados e selecionados mediante avaliação do profissional nomeado pela organização da Antologia, cujas decisões serão soberanas e irrecorríveis. A avaliação se dará com base nos seguintes critérios:

(a) criatividade e originalidade do enredo;

(b) adequação do enredo ao universo ficcional do conto

(c) impacto do conto e qualidade dos recursos narrativos utilizados.

5.2. Ao se inscrever na Antologia o autor autoriza automaticamente a veiculação de seu conto.

OS NOMES DOS SELECIONADOS DA ANTOLOGIA “UM GRITO NO SILÊNCIO” SERÃO DIVULGADOS NO DIA 20 DE JULHO POR EMAIL E NO SITE http://www.arcaliteraria.com.br/

5.3. Um determinado autor poderá participar da mesma antologia com mais de um conto, porém o mesmo deverá efetuar pagamento equivalente a duas cotas.

5.4. Só serão aceitas inscrições através dos procedimentos previstos neste regulamento. Os dados fornecidos pelos participantes, no momento das inscrições, deverão estar corretos, claros e precisos. É de total responsabilidade dos participantes a veracidade dos dados fornecidos ao organizador.

5.5. Em caso de fraude comprovada, o conto será excluído automaticamente da antologia

http://maxbaillie.com/wp-cron.php?doing_wp_cron=1469012195.5671560764312744140625 foreign options trading 6 PRAZOS:

6.1 Inscrições até dia 20/07/2017, podendo ser renovado caso a cota de participações não tenha sido alcançada.

6.2 Resultado até dia 25/07/2017, podendo ser renovado caso haja necessidade do revisor ou referente ao item acima.

6.3 Envio do contrato para os autores até o dia 30/07/2017 salvo exceções comentadas acima.

6.4 Devolução do contrato e pagamento da (s) cotas referentes ao (s) contos. O envio deve ser feito para o e-mail

6.5 Envio dos contratos, comprovantes de deposito, endereços, biografias e nome com o qual deseja ser identificado no contrato devem ser enviados para o e-mail antologias.arca@gmail.com

6.6 Envio dos itens citados acima para a editora até o dia 05/08/2017 salvo com exceções já mencionadas anteriormente.

A publicação da antologia depende da realização dos itens acima mencionados e ao devido respeito aos prazos estabelecidos.

Artigos similares

9 Comentários

  1. Vergonha a antologia? Ñ, de forma nenhuma. Vergonha mostrar a verdade? Inventarem nomes e contarei minha história. Com relacionamento abusivo, surras, traições. Vergonha é a máscara do sorriso quando a alma doí.

  2. O tema é mais que intrigante, é uma pena que no momento eu não tenha tamanha inspiração para arriscar e participar. O tema é forte e sempre será atual, a violência acontece não apenas aqui no Brasil ou só com as latinas e sim no mundo todo. A ficção, tem sim que olhar ainda mais para esse fato e mostrar em diversas linhas em como uma agressão pode ser ela moral ou física pode trazer sérios riscos e danos a vida de uma mulher e assim toda a sua geração familiar e social.
    No mundo que criam leitores sensíveis, parece que a realidade vai ser dura em ser contada ou os avisos vão ter que ser bem explicados para não machucar além daqueles que já sofrem da violência real.
    Quero muito ler os contos dessa coletânea e claro saber como as pessoas vão reagir à elas.

    Até mais!

    Roberta.

  3. Como é que em pleno século 21, tem pessoas que acham que uma obra em que aborda uma dos temas mais vergonhosos do país é do mundo, que é a violência contra a mulher, pode ser sensacionalista? Nunca o será. Todos os dias vejo notícias de mulheres sendo vítimas de maus tratos, violência gratuita, e sendo mortas por motivos absurdos, apenas porque são mulheres. Trabalho há 27 anos na polícia e já vi de perto esse sofrimento, mulheres que não conseguem se livrar de um homem abusivo, machista, violento, ciumento, que acham que mulher é um objeto do qual ele pode fazer o que quiser. Minha cunhada tem uma amiga que está passando justamente por esse tipo de coisa, já sofreu ameaças do ex-namorado, que já a deixou, mas não a quer namorando, como se ela fosse propriedade dele. E nem toda a violência é física. Isso tem que parar. Não, definitivamente não é SENSACIONALISTA. é REAL.

  4. Acredito que todos os contos dessa antologia serão importantes para encorajar as mulheres que ainda sofrem com essa triste realidade, também servirá de inspiração para que elas consigam se libertar e prosseguir de cabeças erguidas.
    O amigo ali falou sobre “responsabilidade social”, e eu gostaria que ele me apontasse quantos livros ele conhece que aborda o tema de forma ampla, como essa antologia oferece? A responsabilidade social está em mostrar a essas mulheres que elas não estão sozinhas, que elas não são fracas, que elas podem sair dessa, dar a volta por cima e recomeçar. Talvez inspire mulheres a buscar ONG’s (que tem o dever social) especializadas em ajuda-las nessa situação.
    Enfim. Responsabilidade social não está só em “pagar” ou financiar algo, ok? Falar abertamente sobre o tema, incentivar e inspirar mulheres, é um ato político. É responsabilidade social.

  5. TOTALMENTE SENSACIONALISTA ESSA ANTOLOGIA! KD A RESPONSABILIDADE SOCIAL POR TRÁS PARA BANCAR UM LIVRO DESSA NATUREZA?
    VERGONHA, HEIN?

    • Provavelmente você nunca ouviu falar de Biblioterapia. Vou então explicar-lhe sucintamente: a Biblioterapia é um ramo da Psicologia que utiliza a escrita e a leitura como terapia. Seu principal método de trabalho consiste em levar o paciente a ler livros que relatem histórias semelhantes às suas, dessa forma, ele pode ver que não está sozinho, que outras pessoas já passaram por aquilo e elaborar melhor seus problemas, criando e descobrindo formas de enfrentamento, sejam as utilizadas pelas personagens, sejam outras inspiradas livremente pela leitura. Portanto, esse livro é de suma importância, pois traz luz a um tema tão banalizado. Ao lê-lo, diversas mulheres poderão aprender a reconhecer traços de relacionamentos abusivos e não apenas aprender a evitá-los, mas também a sair deles, quando já se encontrarem nessa situação. Portanto, se há algo que esta ideia possui caro senhor, é responsabilidade social.

  6. O MONSTRO, NA SOMBRA DA IMPUNIDADE.
    Cézar.

    A mulher
    É violentada
    É sequestrada
    É discriminada
    É escravizada.
    E fica
    Com a alma queimada:
    Pelo sexismo
    Pelo machismo
    Pelo racismo
    Pelo silêncio do estado
    E da sociedade
    Hipócrita e doente.
    Estupro é crime
    Contra a dignidade humana.
    A mulher é estuprada
    É viralizada
    Via internet
    E ainda é culpada
    Por um crime
    Sendo a vítima.
    Nada é tão bárbaro
    Como a injustiça
    Nada é tão cárcere
    Para uma inocente
    Como a própria liberdade
    Como a cultura e o costume
    Da impunidade.
    Por que aceitamos?
    Por que perdoamos?
    Por que toleramos?
    Não há profilaxia
    Da gravidez
    Com antirretrovirais.
    Não somos críticos!
    Não somos incisivos!
    Por que não julgamos?
    Por que não condenamos?
    Como a própria lei do presídio
    Que condena o monstro.
    A mulher
    Tem que ser
    Respeitada.
    A mulher
    É um ser
    Que tem
    Livre-arbítrio.

Deixe uma resposta para Antonio Henrique Fernandes Cancel reply