Uiara Melo

0
734
  1. Fale-nos um pouco de você.

Me chamo Uiara Melo, tenho 33 anos, sou professora e hoje tenho uma pequena empresa/ um espaço educacional (autônoma). Publiquei o meu primeiro livro em 2008. Foi um livro de poesias e textos poéticos. Agora em 2015 publiquei o romance/drama como autora independente.

  1. O que vc fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Trabalho como professora. Minha inspiração vem dos textos que são trabalhados em aula.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Poder ser criativa e manipular os personagens.

  1. Você tem um cantinho especial para escrever?

Sim, tenho.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Hoje escrevo Romance, porém, quero me dispor a outros gêneros e por isso já tenho uma história finalizada no gênero infantil, e fantasia.

  1. Fale-nos um pouco sobre seus livros. Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Eu comecei a fazer um outline e ali tenho tudo o que preciso inicialmente para a história, depois penso em uma situação a qual quero abordar faço pesquisas, junto informações e começo a produzir. O nome do livro vem durante o desenvolver da história.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Pesquiso na internet, faço uma pequena entrevista com pessoas que possam me passar informações corretas.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Inspiração não, mas o Pedro Bandeira (estrutura da história) e o Nelson Rodrigues (forma de escrita e criatividade) me ajudam bastante.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Ainda não. Estou como autora independente e estou enviando alguns originais para avaliação.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Vejo como interessante e a versatilidade ao qual se encontra.

  1. Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Tudo tem o seu lado bom e ruim. Todos terão o seu público, mas se todos sobreviverão daqui cinco anos no mercado, ninguém sabe. Mas, o que hoje está ruim amanhã pode melhorar, a prática e as críticas levam a perfeição.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Não vejo como elevados, devido a dedicação do escritor/autor pela obra e também os profissionais que estão envolvidos e fazem disso o seu sustento. É um assunto complexo que envolve muitos pontos de vistas.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Por enquanto nenhum.

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

Os meus livros já possuem trilha sonora. Mas para o Zafhira eu escolho como a principal Michael Bolton – IN THE ARMS OF LOVE.

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Ainda não, sou virginiana (rs).

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Sim.

Sem Sombra- que conta a história de Fernanda e Rafael, um casal diferente mais que irão se amar profundamente.

Marina, a menina dos Porquês- inspirado na minha sobrinha.

Até que a minha amiga nos separe – triangulo amoroso cheio de intrigas, alegrias, surpresas e muito amor.

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Acompanho, mas vejo que alguns passam do ponto, e se deslumbram se achando os “donos” do saber literário.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

São tantos, mas escolheria Nicholas Sparks.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

No meu caso é saber que alguém se dispôs a ler a minha história e dizer que gostou ou não. O feedback pós leitura.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Agradeço desde já a oportunidade de me deixarem fazer parte da sua biblioteca pessoal. Espero que gostem da leitura, e vem comigo! Ainda iremos dar muitas gargalhadas e dividir muitas lágrimas. Beijos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here