Trono de vidro 1 – Sarah J. Mass

4
659

A resenha da vez é sobre o volume 1, da série Trono de Vidro da Sarah J. Mass. Descobri esse livro por acaso, em uma das minhas procuras pela Saraiva e minha curiosidade aguçou imediatamente pela história da atípica heroína, Celaena Sardothien.

 A história inicia com uma Celaena fraca e maltratada devido ao tempo de trabalho forçado nas prisões do rei de Adarlan, sendo retirada das prisões pelo príncipe herdeiro e pelo capitão da guarda real, recebendo a proposta de representar o príncipe herdeiro em um torneio de vida ou morte, onde o vencedor se tornaria o campeão do impiedoso Rei e após alguns anos de trabalho receberia a tão sonhada liberdade. Celaena não tinha muita escolha e apesar de odiar imaginar-se servindo ao rei de Adarlan, também odiava a ideia de passar o resto da sua vida presa, afinal, Celaena não era uma simples prisioneira, era a assassina mais temida de todo o reino e entre sobreviver em uma prisão sendo maltratada, suja e passando fome, viver bem vestida, bem alimentada e saudável, mesmo que obedecendo as ordens de um monstro, parecia ser a melhor das opções, pelo menos até que conseguisse livrar-se dessa obrigação.

 Trono de Vidro é uma história de fantasia, composta por reinos, príncipes, magia e para quem gosta desse gênero como eu, é uma história muito interessante e cativante. A singularidade da história começa pela protagonista, que talvez se encaixasse melhor como antagonista, tendo em vista que trata-se de uma assassina cruel e implacável, o livro foi lido em seu formato físico e a capa já aguça a curiosidade pela sua beleza, trazendo a imagem da assassina muito bem armada e com uma expressão de que está disposta a tudo para conseguir o que quer.

 É uma história bem escrita, bem amarrada, contada em terceira pessoa e cheia de mistérios a serem desvendados. Gosto da escrita simples, atual e de fácil compreensão. É uma história cheia de mistérios e com personagens incomuns. O príncipe Dorian que poderia ser tão cruel quanto o pai, mostra-se uma boa pessoa, um bom amigo, e apesar de algumas vezes parecer muito mimado e desocupado consegue mostrar seu valor e sentimentos no decorrer da história. O capitão da guarda é um dos meus personagens preferidos, participo de alguns grupos sobre a série e vejo que muitas pessoas o detestam, porém, eu tenho muito respeito e admiração pela lealdade e respeito que o mesmo demonstra, tanto pela suas obrigações como capitão da guarda real, mas principalmente pela sua amizade pelo príncipe. Considero Chaol um personagem forte, verdadeiro e leal as suas obrigações, mesmo que as vezes pareça fiel de mais a um rei detestável e sem escrúpulos, mas acredito sinceramente que o capitão será uma peça muito importante no decorrer da história. E ainda não posso esquecer da Nehemia, uma bela princesa de um reino distante, que possui muitos segredos e assim como o príncipe e o capitão, aos poucos torna-se muito próxima da assassina, desenvolvendo assim, uma amizade muito bonita.

 Deixei para falar da Celaena por último, pois a considero uma protagonista diferente de tudo que já vi. Ela é simplesmente uma assassina, fria, calculista, mas também é uma mulher forte, sensível, apesar de todo sofrimento que passou ao longo da vida, consegue mostrar-se mimada e com gosto refinados, além de muito bonita, sagaz, solitária e marcada pela dor da perda.

 Essa é uma das minhas séries favoritas, um livro muito interessante, pois, ao mesmo tempo que conta as aventuras de uma cruel, destemida e temida assassina, conta a história de uma jovem com dúvidas e problemas comuns a moças da sua idade, que no primeiro livro, encontra-se com 18 anos, mas também de uma jovem forte e enigmática, que nos conquista pela inteligência, caráter e capacidade de amar em meio a toda a sua vida trágica. Trono de Vidro é um livro envolvente, com personagens leais e corajosos.

signature

4 Comentários

  1. Gostei da resenha e achei o livro interessante. A capa já é bem sugestiva, com essa super mulher pronta para partir para a briga. Parabéns, gostei da sua visão sobre o livro, me deixou interessado na história.

  2. Super demais, sempre tive curiosidade em ler esse livro, me falam super bem dele! Parabéns pela resenha!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here