Teias da Vida: O regresso – Edvaldo Araújo dos Reis

8
1910

“Um amor eterno, para uma vida finita”.

 Este é o primeiro livro que leio da Editora Scortecci e do autor Edvaldo Reis – ou Edinho, como ele mesmo informa na orelha do livro –, confesso que escolhi este volume pela sua capa. Achei de uma beleza singela e ela retrata muito bem o Romance em si. Escrito em terceira pessoa, Teias da Vida conta a história de Eduardo, um jovem que como tantos outros, trabalha durante o dia para ajudar nas despesas de casa e estuda durante a noite para ter um futuro melhor.

Eduardo, entretanto, se destacava entre os seus pela sua inteligência, grande coração, caráter e humildade. Um certo dia, ele esbarra com uma garota no Campus e por ela se sente imediatamente atraído. Uma tragédia assola a pobre família do rapaz e, em meio a dor, ele se esquece da garota até que ela reaparece em sua vida. Sobrinha de Dona Georgina, uma bondosa e caridosa senhora, Débora se vê apaixonada pelo doce rapaz. Adorei a abordagem dele para conquistar o primeiro beijo, dentre tantos trechos que gostei do livro, esse foi um dos que mais gostei. Nada forçado, tudo fluindo como o amor entre os dois.

 “O encontro resume-se no instante em que dois tornam-se um: um olhar, um abraço, um momento perfeito…”

 Débora e Eduardo possuíam riquezas diferentes. Ela tinha direito, mas órfã de pai e com uma mãe ausente, só conhecia o amor dado por sua tia Georgina. Ele não tinha riquezas, mas o amor e a união de sua família não poderia ser comprado com a maior fortuna do mundo. A mãe de Débora, a poderosa senhora Catarina, é a chefe de Eduardo e, junto com o seu amante, Frâncis, não medirá esforços para separar o jovem casal.

 “Eduardo não era rico em posses, porém era muito rico em sabedoria e em humildade, era o que importava”.

Teias da vida: o regresso é um livro curto, li em um dia, porém está recheado de lições valiosas sobre a vida e o amor. Ele puxa para o lado espírita de reencarnação e um pouco de carma. Os conflitos que surgem são rapidamente resolvidos, não é um livro de emoções intensas, é mais refletir e pensar no que importa da vida e como é o seu relacionamento com as pessoas que te cercam, sejam amigos ou familiares.

“A confiança é a linha tênue que liga dois amantes na caminhada rumo ao amor eterno”.

Deixo aqui os meus parabéns ao autor. Não apenas pela sensibilidade e reflexão, mas por não ter optado pelo óbvio. Eu fiquei surpresa com a virada final, logo no início achei que já sabia tudo que aconteceria e não foi o que eu esperava, foi muito melhor. Recomendo para aqueles que buscam um amor puro que transcende o tempo e a própria vida.

“Quando duas almas unem-se por laços que estão além da matéria, nunca o material terá o poder de separar”.

signature

8 Comentários

  1. Que resenha linda! Quero ler esse livro urgente! Quanta beleza há nele! E estou curiosa por esse final!! Parabéns ao escritor e ao resenhista!????????????????????????

  2. Boa noite, tudo bem?! Obrigado pelas palavras! Desculpe-me em estar falando isso, mas houve um equívoco, eu acredito, quanto à capa do livro! No mais, ele retrata exatamente isso que foi dito. Parabéns a todos vocês desse excelente blog a qual virei um leitor assíduo das resenhas e críticas redigidas aqui, e indico-o para todos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here