Submerso em Ossos – Fernando Mello

1
382

Repetindo um pouco da formula do livro anterior de mesmo gênero, Fernando Mello triplica o domínio da escrita.

“Ninguém vê que não há cura para a maldade da humanidade. Pessoas boas podem ser transformadas em grandes monstros”. (retirada do epílogo)

Sinopse: Ethan é filho de um político de uma pequena cidade do Ceará. Sua vida, pela perspectiva alheia, é considerada perfeita. O que a sociedade não sabe é que dentro desta família habita um mal social.
Ethan era espancado de duas a três vezes no mês, quando não, acabava sendo submetido a humilhações verbais. A pessoa que deveria lhe fazer sentir seguro, causava o sentimento contrário. Quem ele deveria denominar como herói, sempre foi seu vilão. Átila destruiu seu psicológico de todas as formas, tornando-o um escravo mental; transformou-o em um assassino.

Convivendo desde sua infância com a violência física e psicológica, Ethan vê-se preso numa cela abstrata, onde encontra como única saída entregar o pai e a si próprio à polícia, para pôr um fim ao que lhe doma, e assim conseguir sua liberdade. Porém, existem fatores passados e pessoas que precisa considerar, antes de dar qualquer passo à frente em seu plano.

Ethan é o personagem principal deste livro e irá no apresentar o quão perturbado é sua vida. Quando digo a palavra “perturbado”, quero dizer da maneira mais expressiva possível, pois ao ler no mínimo vinte porcento do livro, eu fiquei completamente aterrorizado com os problemas vividos pelo protagonista já na infância.

O livro é construído no presente e vai trazendo um pouco do passado de Ethan, desde a infância até a fase adulta. Isso se torna necessário para explicar todo o problema psicológico de Ethan, fiquei feliz em ler o livro, pois me trouxe de volta a sensação de estar lendo um livro do Raphael Montes, meu autor brasileiro favorito.

A construção do livro é feita usando a mesma linha narrativa de outro livro do autor “Sob o domínio do silêncio”, não chega a ser uma cópia, mas é perceptivo para quem conhece a narrativa do autor. Isso é dado ao apresentar capítulos no passado e outro no presente. E falando em narrativa, Fernando monstra todo o controle ao escrever, isso determina que o autor pode crescer sem necessitar de muito. Só depois de ler este livro foi que descobrir que o autor é pôs graduado em escrita criativa e isso explica muita coisa.

Para quem gostar de um livro de suspense ou algo que fixa muito no psicológico dos personagem “Submerso em Ossos” é um prato cheio do melhor que se pode oferecer, porém ao ler o livro, o que não me fez dar 5 estrelas no meu Skoob, foi o fato de sentir que a historia acabou muito rápida, o autor traz uma grande construção até a metade do livro e quase perto do final isso é acelerado dando a impressão que já queria finalizar. No entanto isso não tira todo o esplendor que o livro é.

Minha nota para esse livro foi 4/5 estrelas no meu Skoob. Como li no meu kindle não consigo falar sobre a diagramação. Mas finalizo dizendo a mesma coisa quando escrevi a resenha do livro anterior: Se Fernando escrever outros livros, com certeza lerei sem pensar duas vezes.

Até a próxima, quero saber sua opinião, comentem o que achou, deixe suas impressões.

Um comentário

  1. Amei a Resenha, Vinicius. E amei este livro também, tem uma reviravolta de puxar os cabelos e morrer de ódio. O Fernando tem uma escrita que a faz a gente entrar na história como a gente tivesse nela. O que achei mais legal também foi a narrativa na questão do efeito de impotência que me causou. Chego a pensar que foi proposital, mas a gente leitor sentir com as mãos amarradas sem poder ajudar o Ethan. E pensar que essas coisas existem, e pensar que o Fernando também carrega algumas dessas marcas, é dificil. Parabéns para ele e pela sua resenha. Agora esperar pelo próximo livro dele e pelo sucesso também.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here