Simplesmente Ana – Marina Carvalho

0
653

Este foi o primeiro livro que li da Marina Carvalho e para início de conversa, assim como alguns títulos nacionais, o romance me surpreendeu positivamente.

Fico feliz, pois o mercado literário brasileiro tem crescido e demonstrando sua ótima qualidade.

 Enfim, vamos ao livro (rsrs).

 “Simplesmente Ana” conta a história de uma jovem – 20 anos – chamada Ana Carina, uma mineira, estudante de direito e que estagiava num escritório de advocacia.

Ana foi criada acreditando que seu pai (um europeu) havia abandonado sua mãe grávida enquanto esta aperfeiçoava seu inglês no exterior. Mas, diferentemente da maioria dos jovens com histórico de abandono de pais, ela não era uma pessoa revoltada. Muito pelo contrário, já até tinha aceitado e acreditava que nunca encontraria este pai.

 Contudo, o destino pregou uma grande reviravolta na vida desta jovem.

Num belo dia, ao abrir sua página no facebook, Ana recebe uma mensagem de um desconhecido informando-a que poderia ser seu pai.

Instantaneamente, Ana Carina marca um encontro com seu “possível” pai e descobre rapidamente que ele não havia abandonado sua mãe (como fora mencionado) e que o homem nem sabia que tinha uma filha. Para melhorar (ou piorar) as coisas, Ana descobre que seu pai é um REI. Isso mesmo, um rei de um país chamado Krósvia situado na Europa. E o que, de fato, aconteceu foi que sua mãe fugiu dele mesmo sabendo que estava grávida por medo de enfrentar a família real e os possíveis problemas que envolvem a corte.

 Confesso que, a priori, achei que seria mais uma simples história de jovem anônima que descobre suas origens na realeza (típico de sessão da tarde). Porém, logo o enredo me surpreendeu e me fez esquecer qualquer ligação entre a história da Ana e filmes que já tivesse assistido.

 A pedido do pai, Ana decide passar um período de seis meses em Perla (capital da Krósvia) para conhecer melhor sua origem paterna e ser apresentada oficialmente como única herdeira do trono do seu pai. Dentre todas as mudanças que nossa protagonista terá que enfrentar, ainda existe a presença constante do jovem Alex, o filho da falecida rainha e muito querido pelo rei Andej que ajudou a criá-lo e o tinha como filho.

 Alexandre é um jovem complexo que namora uma patricinha e vive atormentando a vida da princesa Ana. Mesmo num relacionamento de brigas e desavenças, a princesa acaba despertando um amor platônico por este encantador rapaz que, mesmo sendo lindo, está longe de ser um príncipe encantado.

 A leitura é muito agradável. Flui de forma extraordinária e para quem gosta de livros repletos de romance, este é super indicado.

A vida da Ana é um verdadeiro conto de fadas!

 Ao viajar nesta aventura, é impossível não torcer pelo romance entre Ana e Alex, sofrer com o coração dividido da nossa personagem e sonhar com um pai como o Andej Markov.

 É aí, você já leu?

Conte-nos sobre sua opinião.

 Boa leitura!

Resenha de Daiane Menezes, resenhista do Arca Literária

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here