Série Os garotos Corvos – Maggie Stiefvater

0
403

Quando eu vi a sinopse, pensei que seria mais do mesmo. Mas, eu estava em uma onda de ler coisas bobas e românticas e achei que seria legal ler um romance adolescente. O mundo anda muito chato e eu me rendi à história de amor, que fica em um eterno vai não vai. Eu me surpreendi porque em um feriado já havia devorados os 3 primeiros livros da série. O quarto saiu em abril e parecia uma espera eterna para conseguir lê-lo (ainda não saiu em português, infelizmente).

Maggie Stiefvate recria o mito do Rei Artur de uma maneira bem interessante e, não apenas ele, há outros elementos mágicos de outras culturas. Não importa! Uma história de rei está ali, garotos que vão se transformando em homens à medida que a leitura vai se desenvolvendo, uma aventura que agrada a todos. O livro é sobre Blue e não é sobre Blue. Ela é a protagonista feminina e fala de um mundo feminino e matriarcal, onde o homem tem pouco ou nenhum papel. Ela mora com sua mãe, primas e tias e a casa sempre parece cheia e angustiantemente claustrofóbica.

Em outro canto da cidade, moram 3 garotos que vão para a escola Anglioby e, desde que fora picado por uma abelha e ido à terra dos mortos, Richard Gansey III busca o rei Glendower, um rei escocês, cuja lenda se estendeu ao longo dos tempos e diz a lenda que quem o encontrar terá o direito de fazer um pedido. Para Gansey, vira uma questão de honra encontrar o rei morto na cidade onde Blue mora porque é lá, que suas descobertas o levam: Henrietta.

A leitura do livro é agradável e gostosa até o terceiro. Talvez, o quarto livro tenha sido aquele criado para encher linguiça. Não tem a mesma fluidez dos outros e a leitura se torna arrastada. No entanto, é emocionante de maneiras diversas quando o primeiro beijo é dado, quando descobrimos a verdade sobre Glendower e sobre o rei.

Na verdade, torna-se meio que uma obsessão ler este livro, simplesmente porque a gente quer saber o que acontece aos personagens. Será que Gansey sobreviverá? Será que seus amigos sobreviverão? Maggie constrói um mundo delirante e gostoso e trabalha questões morais, que fazem parte de todos nós, ao falar da amizade entre 3 garotos e uma menina. Se você está buscando um livro de leitura agradável, cheio de lendas e que leve você a usar sua imaginação, este é o livro para você. Não tem a baboseira comum de livros típicos para adolescentes.

Resenha de Nana Calimeris, resenhista do Arca Literária

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here