Rota de Fuga – Maurício Munhoz

0
1147

O livro “Rota de fuga, a história não contada da SS” é um romance histórico de Maurício Munhoz que tem a segunda guerra como pano de fundo. Mas não me deixa confortável definir a obra apenas como a história de personagens durante a segunda guerra mundial, ou como a SS – a assustadora polícia secreta de Hitler- formava suas entranhas mais tenebrosas.

O livro traz a história e a linguagem simples e bem articuladas, mas eu diria que tem algo muito complexo em suas linhas. Como disseram os dois prefaciadores, Altamirando Muniz: “parece ser algo impossível escrever de forma original sobre o nazismo após setenta anos do seu fim, mas Rota de fuga conseguiu isso”, e Evaristo Nunes “Os roteiristas de cinema e de séries de televisão terão em suas mãos um banquete de lugares, falas, intrigas, jogos de poder, espionagem e contra-espionagem, paixões, homossexualismo, luxurias e dramas humanos como o holocausto, todos elementos essenciais e dignos de qualquer bom Thriller de base histórica” e alerta: “Este livro é uma bomba relógio ou de efeito retardado, quem se apoderar dele, pode produzir novos impactos literários e novas leituras estéticas”.

A partir de um personagem central, Andreas Spinger, a história do nazismo é contada desde sua origem em Munique, a chegada ao poder, a guerra e o pós-derrota, descrevendo a tentativa de ressuscitar o nazismo em terras argentinas. Os conflitos entre os muitos personagens do livro nos possibilita imaginar como os alemães, os judeus, os católicos e tantos outros seres que viveram os horrores da guerra, acompanharam a ascensão e a queda do terceiro reich.

Enfim, é um livro que me tirou o folego e guardou para o final um surpreendente desfecho, que ainda estou remoendo se é apenas fruto da imaginação do autor ou é algo que a história não teve condições de relatar, de tão secreto que se fez.

Resenha de Ceiça Carvalho

Divulgue seu livro conosco. Saiba como!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here