Plátano e Bordo – Carolina Utinguassú Flores

1
699

Sinopse: Capital gaúcha, presídio feminino. Rosana é uma dançarina que corre contra o tempo para fazer sua faculdade e manter seus dois empregos. Ela passa a ser ameaçada por um dos clientes da Boate Pleasure, onde se apresenta em algumas noites. Na tentativa de se libertar desse inconveniente acaba cometendo um assassinato. No presídio Madre Pelletier, ela conhece sua psicóloga e futura grande amiga, Tereza, que lhe dará apoio nos momentos dolorosos e de aprendizado que se passam nesse ambiente. Após sua saída da prisão, outros assassinatos ocorrem, característicos de uma psicopata sexual. Nem mesmo namorado, familiares, amigos ou conhecidos desconfiam do que essa mulher é capaz.


Resenha: O titulo desse livro é um tanto diferente, procurei no google para entender melhor o que significava que ela é uma árvore que tem as folhas parecidas com o bordo, engraçado que o nome já compreende as duas facetas plátano e bordo, consegui somente após  leitura do livro entender o motivo do nome – super criativo – , mas enfim a história sendo olhada pela sinopse deixa qualquer pessoa intrigada e curiosa para entender o que acontece com Rosana.

Nossa personagem principal é Rosana que trabalha em uma boate fazendo diversas apresentações de dança, além de ser bonita é invejada pelas companheiras de trabalho, do qual é uma das causadoras do clímax da nossa história, só que algo surpreende acontece com ela e Rosana ve seus sonhos frustados e acaba indo para a prisão, lá conhece sua psicóloga Teresa do qual cria uma grande afinidade.

Algo que me encantou no livro foi como a autora conseguiu descrever como é uma penitenciaria feminina brasileira, isso foi algo que no livro me deixou extremamente chocada.

O livro me deixou um pouco confusa, adorei a narrativa  e a diagramação está impecável, porém eu terminei a história sem saber quem de fato ficou com o papel de personagem principal da história.

Logo após a saída da prisão, os crimes ainda continuam ocorrendo, será mesmo que é Rosana a causadora de todos esses assassinatos? Será que não existe alguém por trás disso tudo ?

Leia esse livro e fique presa a ele, assim como eu fiquei, para aqueles que adoram um suspense com muito sangue e diversas revelações leia Plátano e Bordo, e aprendemos que um psicopata pode agir normalmente sem dar nenhum vestígio.

Recomendo!

 Resenha de Viviann Kelly, resenhista do Arca Literária

Um comentário

  1. Olá! Obrigada pela resenha, Viviann Kelly! É uma grande satisfação você ter lido meu livro. Olha, acho que você já descobriu qual é a personagem principal! Mas como a autora aqui, você também deixou no ar, como uma espiral que não tem fim. Não esqueça, o medo é que nos impede de seguir, pois temos consciência moral, não é mesmo? Medo de cometer erros, de ser julgado; mas e aqueles que não têm medo algum? O que acontece com eles? Sim, o romance é sobre a natureza humana. Então, quem você acha que predomina nessa história? Um grande beijo e sinta-se à vontade para comentar mais!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here