Pelo Sangue da Família – Jonas Zair

0
166

 

“[…] você não sabe o valor de uma família”.

(Jonas Zair, in: Pelo Sangue da Família, 2018)

Dizem que toda a família é igual, contudo o escritor Jonas Zair põe esse ditado à prova em “Pelo Sangue da Família”. Em 36 páginas, o autor esmiúça os segredos de uma família que, à primeira vista, bem poderia passar pela família de qualquer um que se debruce sobre esse conto.

Narrado em terceira pessoa, o leitor sente-se um voyeur ao descortinar as camadas de segredos que a trama revela sobre Fábio e sua nova família, reunida por causa do amor que sente por Camila. Contudo, basta o sentimento do casal para passar por cima de preceitos ensinados de geração para geração?

Cada sentença é muito bem construída para, sutilmente, apontar nas entrelinhas o desfecho que fará seu queixo cair de espanto. É impossível terminar a leitura e, de imediato, não reler esse conto, detendo-se em cada pista que o autor, propositadamente, deixou sobre a conclusão inesperada. Isso evidencia a maestria que a escrita de Jonas Zair alcança e mostra o motivo de, a cada obra desde sua estreia com o livro policial “Relatos de Sangue”, o autor firmar-se como um nome expoente do suspense e terror nacional.

É importante ressaltar que não apenas o surpreendente final é impactante. O contraste entre as belas construções e as praças apinhadas de indigentes recria o clima desconfortável e hipócrita das grandes cidades contemporâneas, assim como a hipocrisia impera nos recônditos de algumas das famílias que frequentam as missas nos fins de semanas. É a partir do micro cosmo do retrato dos personagens dessa família, que o enredo provoca a reflexão sobre macro questões da sociedade, como amor, lealdade, traição, justiça, injustiça, dependências e desigualdade social, salpicados com uma boa dose do sobrenatural, é claro.

Toda a família pode ser igual, mas é com a sensação de que de perto, ninguém é normal que Jonas Zair nos deixa com “Pelo Sangue da Família” (disponível na Amazon e no Kindle Unlimited), ansiosamente, no aguardo do seu próximo lançamento, o livro “O Telefonema que não Fiz”.

Resenha do conto Pelo Sangue da Família (2018) Jonas Zair, Kindle Edition, 36 p. Originalmente publicado no blog Gatita & Cia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here