Paganus – Saga as Filhas de Dana – Livro 1 – Simone O. Marques

1
1090

Não é novidade que eu curto muito um bom livro nacional. “Paganus – Saga das Filhas de Dana” superou! Um dos melhores livros lidos em 2016! O livro já nos apaixona pela capa, quando nos deparamos com a diagramação enlouquecemos, babamos, ficamos que nem criança quando vê doce. É um livro lindo de se ver e de se ler. Um capricho!

 A história acontece em Portugal, 1673, narra a trajetória dos irmãos Diogo e Douglas, gêmeos que perderam sua mãe precocemente. Abalado pela morte da esposa Dom Couto se transforma em uma espécie de Juiz Inquisidor, acatando, de certa forma, ordens da Igreja ele inicia uma caça às bruxas e força seus filhos a o acompanharem.

 Douglas sempre mais forte, incomodado por ter a mesma aparência de seu irmão sempre quisera orgulhar o pai, mesmo que para isso pudesse se anular como pessoa a ponto de formar uma personalidade odiosa, fria e bem insana. Diogo era mais parecido com a mãe, sabia amar, era dedicado à sua madrinha que os criara desde o falecimento da progenitora. Diogo não se agradava dos feitos de seu pai, tampouco daquilo que era obrigado a fazer, mas era sua obrigação como filho obedecer.

 Em determinado momento em uma das caçadas Douglas e Diogo descobrem uma aldeia escondida em meio à floresta, avistam homens, mulheres e crianças e Douglas decide chamar o pai para que este decida o futuro desta aldeia. Mas Diogo não… ele logo percebe que está sendo encarado por uma mulher, Gleide, e sente, naquele momento, a necessidade de protege-los e revela toda a trama contra eles.

 Gleide é uma linda mulher, líder de sua aldeia. Parteira experiente, conhecedora da ciência das ervas cuida de seu povo com pulso forte. Reverencia em todas as suas ações a Grande Mãe, Dana, Deusa, a Natureza que a eles devolve tudo em agradecimento à dedicação que lhe é dada. Tem uma filha, Adele, a mais linda de todas, a garota do cabelo de fogo.

 Adele está grávida e prestes a dar luz a uma criança se depara em meio a invasão da aldeia. Diogo a encontra em seu leito já sentindo as dores do parto e se compadece desta pois caindo nas mãos de seu irmão e pai terá um fim muito ruim. A beleza de Adele enfeitiça os homens… em seu ventre Adele carrega a Esperança de seu povo.

Eles precisam sobreviver para que a herança da grande Deusa seja mantida e transmitida entre as gerações. Inicia-se neste momento uma grande caçada pela liberdade, pela vida e pelo amor.

  “Paganus” é um livro sobre amor, liberdade, bruxaria, destino e a força da mulher. Muito bem escrito, detalhado, percebe-se uma pesquisa muito bem-feita por parte da escritora sobre a “Antiga Religião” e a Caça às Bruxas que vivenciamos na história do mundo. A confecção de cada um dos personagens foi muito bem pensada. O Paganismos está em evidencia sob uma descrição humana e imparcial. A verdadeira face da Igreja é mostrada, as confusões e extremismos e caos religioso.

 Uma leitura crescente, agradável do início ao fim.  Não preciso nem falar que é um livro super recomendado, não é? Sabe o que é melhor? É uma trilogia!! Sim, ainda terei o prazer de ler: Samhain e Beltane. O que será que nos aguarda???

Resenha de Ceiça Carvalho

Um comentário

  1. Ceiça! Obrigada pela bela resenha! Fiquei muito feliz com sua análise! Faz valer todo o cuidado com pesquisa e criação de personagens que dediquei à criação da história! <3
    Beijo!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here