Ossos Inquietos – Melvin Starr

0
542

Ossos Inquietos é a primeira Crônica de Hugh de Singleton, cirurgião, obra de Melvin R. Starr e é ambientada no Século XIV, na Inglaterra de Eduardo III, época em que ocorreram os ataques da Peste Negra.

Hugh de Singleton era o quarto filho de um cavalheiro menor do Condado de Lancashire e a herança de seu pai não seria sua, e através de um acordo com o sacerdote local, Hugh de Singleton foi para a faculdade, afinal tinha aptidão para os estudos, e poderia ser tanto um clérigo quanto um advogado, ao final. No entanto a carreira que escolheu foi bem diferente da que tinha pensado. Tornou-se um cirurgião.

E foi como cirurgião que, em Oxford, conheceu Lorde Gilbert, senhor de Bampton, após um pequeno acidente que resultou em um corte grande que foi prontamente costurado e medicado por Hugh, o qual, posteriormente foi convidado a trabalhar em Bampton, como cirurgião a serviço de Lorde Gilbert.

Tudo seguia seu curso quando um conjunto de ossos foi encontrado no fosso do castelo de Bampton, residência do lorde. Por ser um cirurgião e ter contatos com ossos, Hugh foi chamado e então passou a investigar de quem seria aqueles ossos e, o mais importante, o que aconteceu para aqueles ossos terem parado no fosso.

Começa então a trama do livro, de quem seriam os ossos? O que aconteceu àquela pessoa? Como morreu? E o mais importante, quem matou?

Em meio a tudo isso, Hugh ainda encontra tempo para ter uma paixão platônica pela irmã de Lorde Gilbert, Lady Joan, que por sua posição social é mais do que o pobre cirurgião poderia pensar em desposar.

Não espere um livro com um ritmo alucinante. Vale lembrar que a ambientação da obra é excelente e mesmo sendo em uma época “devagar” o leitor se prende a cada capítulo, com algumas reviravoltas.

Gosto muito de livros de época e Ossos Inquietos foi uma grata surpresa, pois ainda alia uma narração de suspense e trama investigativa com fatos e práticas do Século XIV.

Hugh de Singleton é um homem simples e de Deus, muito humano em suas posições e atitudes. Além de tudo é perspicaz e isso o ajuda em sua meta de desvendar o que aconteceu com aqueles ossos. E você terá grandes surpresas quanto ao mistério.

Gostei ainda da diagramação e do tamanho das letras.

Recomendo.

 Antonio Henrique Fernandes

Resenhista do Arca Literária e do blog Navio Errante

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here