O Tempo que Resto – Giorgio Agamben

4
672

Os amantes das ciências humanas, em especial aqueles voltados à área da Filosofia, certamente devem gostar da coleção Filô. São títulos que trazem autores consagrados, apresentando temas de relevância. Uma dessas obras é “O Tempo que Resta – Um comentário à Carta aos Romanos” do italiano Giorgio Agamben. Tem 216 páginas, publicado em 2016 pela Editora Autêntica.

O livro tem como ideia central tratar da questão do tempo, considerando as experiências dos cristãos que viviam em Roma, analisadas a partir da epístola do apóstolo Paulo aos fiéis daquela cidade. O autor fala que a modernidade não teve a capacidade de elaborar uma visão do tempo baseando-se na sua concepção de historia e traz essa experiência cristã para estabelecer uma condição de compreensão ao nível da dimensão histórica do homem.

É dividido em seis capítulos, que Agamben chama cada um deles de “jornada”, e mais o capítulo final, nomeado de “limiar ou tornada”. Os capítulos se desenvolvem a partir de comentários recheados de outras fontes, tais como: textos bíblicos; ideias filosóficas; do direito romano; de obras clássicas literárias e do midrashim, o método judaico de interpretação crítica da Bíblia.

signature

Resenha de Renato Neres

4 Comentários

  1. gostei da resenha, mas livros que envolvem filosofia tou fora, sempre odiei esse matéria no ensino médio e mais ainda na Faculdade kkkkk
    Parabéns pela resenha.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here