O suvenir de Iara – Fernanda Borges

0
487

Quem é Fernanda Borges?

Elaine Fernanda da Silva Borges nasceu em 02 de junho de 1972, no Rio de Janeiro, sendo filha única. Ela possui “um pé” no nordeste, pois seu pai nasceu em Recife e veio para o Rio de Janeiro quando ainda tinha 2 anos de idade. Fernanda Borges foi criada em uma família tradicional, porém não severa. Quando criança sempre foi estimulada a estudar, a ler, a aprender. Cursou 7 anos de Cultura Inglesa e sempre sentiu forte atração pelo aprendizado de outros idiomas, como o alemão (que na época precisou interromper). Era boa aluna na escola, entretanto, Matemática é o seu calcanhar de Aquiles até hoje. Estudou em escolas públicas até o Ensino Médio, ingressando na faculdade de Direito já depois de ser servidora pública e mãe.

Seu time é o Fluminense, embora não seja ligada em futebol. É eclética no que se refere a boa música, sendo que tem preferência por Rock Clássico, Hard Rock e Rock Progressivo. Nunca foi muito fã de se exercitar fisicamente, mas atualmente se rendeu ao Pilates, atividade que já pratica há 1 ano.

Fernanda deu luz ao seu único filho aos 22 anos de idade. Flávio é o criador de duas capas de seus contos digitais – O Suvenir da Iara e O Jogo do Copo. Aos 36 anos de idade teve um câncer de colo de útero diagnosticado e em agosto de 2009, após intervenção cirúrgica que erradicou a doença, sua condição de mãe de filho único permaneceu inalterada para sempre.

Após sua recuperação, Fernanda não conseguia se concentrar em atividades as quais estava acostumada, como estudos para concursos públicos. De repente, porém, sentiu sua criatividade pedindo para ser dividida com outras pessoas. A ideia de “tenha um filho, plante uma árvore e escreva um livro” veio forte e a primeira trama surgiu, dando origem ao seu primeiro romance policial – Orgasmos Fatais. Ficou surpresa com a fluidez com que escreveu a história que rendeu 272 páginas.

O policial civil Douglas Ferreira é um de seus personagens principais, ao lado de Daniela Vidal e, depois, no segundo livro, de Laura Montenegro. Fernanda confessa que cada personagem tem uma característica sua, porém não revela qual característica cada personagem possui. Como escritora de suspense, ela deixa isso para ser desvendado… ou não.

No ano de 2014 teve a oportunidade de estudar a arte de escrever roteiros com a respeitada roteirista Yoya Wursch. Ela amou a linguagem dos roteiros e após a publicação de seu segundo romance policial – O Reverso do Destino – Fernanda decidiu dar uma parada nos demais livros em andamento e publicou dois contos digitais, já mencionados acima. Um dos motivos dessa parada, é que Fernanda começou a adaptar seu primeiro livro para roteiro. Isso tem tomado bastante do seu tempo, mas, segundo a autora, está valendo à pena.

O suvenir de Iara

Na tentativa de tratar um paciente à beira da loucura, o psiquiatra Alexandre Bastos se envolve além do que lhe permitiria a ética profissional. Horácio se torna obcecado pela lenda da Iara, após ter recebido de uma ex-namorada um pingente em forma de sereia. Helen, outrora sua paixão, agora o despreza o que fez Horácio passar a desejá-la e persegui-la alucinadamente, mesmo depois de casado. Após retornar do norte do país, onde se submetera a um ritual indígena, o estado mental de Horácio piora. Em razão disso, Alexandre resolve investigar a fundo a influência desse mito na sanidade de seu paciente. O que Alexandre não imagina, é que sua própria mente seria invadida e seus fantasmas o assolariam impiedosamente.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here