O despertar de Breno – Erika Mantoan

2
659

Breno é um jovem bonito, com uma família estável, popular no colégio, que levava uma vida bem normal até começar a enxergar sombras estranhas e assustadoras, além de vivenciar episódios de estranhos apagões. A partir daí nada em sua vida será como antes e ele precisará aprender a lidar com seus novos dons, que se não desenvolvidos pode tornar-se uma maldição.

A premissa da trama é bastante envolvente, a autora consegue manter uma trama de mistério e suspense nos primeiros capítulos que prendem o leitor, que fica muito ansioso por entender o que está acontecendo com o protagonista.  A medida que o mistério é revelado percebe-se uma influência da doutrina kardecista muito interessante que torna a história ainda mais intrigante, a autora tinha uma enorme gama de possibilidades a contar daí, porém escolheu um rumo que não me atrai. Após a descoberta de seus dons, Breno precisa aprender a desenvolve-los, estava muito animada para o treinamento do personagem, porém neste momento a autora criou um mundo fantástico, cheio de personagens míticos e seres de fantasia que em nada combinam com o viés da trama apresentada até então.

A narrativa em primeira pessoa aproxima o leitor do personagem e contribui muito para o clima de suspense da trama, já que segredos vão sendo revelados para nós ao mesmo tempo que para o protagonista. No entanto, dois pontos me deixaram incomodada na narrativa, o primeiro é a riqueza de detalhes que a autora usa para descrever roupas e modelitos da personagem por quem Breno se apaixona, sendo ele um homem, a fala com tantos detalhes descritivos sobre vestidos e blusinhas parece não se encaixar. Também a maneira como Breno lida com Corine me incomodou, a atitude dele tem traços bem machista e controladora.

Alastor o demônio e Ezequiel o anjo, embora fisicamente estereotipados, são personagens dos quais também desenvolvemos simpatia, e confesso que gostaria de conhecer mais sobre a história pessoal de cada um.

A escrita é leve possibilitando uma leitura rápida e com uma “pegada” bem adolescente, a história ganha maior velocidade ao se aproximar do final, e tem um desfecho que traz surpresas, sem deixar nenhuma ponta solta.

Andreza Amarante

2 Comentários

  1. Oi Andreza ????
    Que resenha magnífica! Fiquei com muita vontade de ler, leve, sutil e aprumada.
    Gostei do seu jeito de resenhar e estou interessado no livro. Parabéns!
    Beijos,

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here