Mirna Micheli Nesi

0
568
  1. Fale-nos um pouco de você.

Sou formada em biologia. Sou um pouco tímida e gosto de escrever sobre diversos gêneros literários.

  1. O que você fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Nunca cheguei a trabalhar como professora de biologia. Já fiz alguma coisa em laboratório. Minha inspiração surge de tantas fontes… Nem te conto.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Criar mundos e pode mexer com as emoções do leitor apenas com simples palavras e folhas.

  1. Você tem um cantinho especial para escrever? (envie-nos uma foto)

Não.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Pergunta difícil… Risos. Tenho livros escritos e rascunhos não publicados que vão desde infantil até hot.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu(s) livro(s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Vingador Prateado é uma história de piratas que se passa no século 18. Os tripulantes são contratados para encontrar um lendário tesouro amaldiçoado. O título do livro é o nome do navio. Que também tem um porquê de ser esse. Só lendo o livro para descobrir. Em todos os meus livros costumo fazer pesquisa de nomes pelo google. Ou peço sugestão para alguém próximo. Ou algumas vezes, dependendo da história como em contos, escrevo o primeiro nome que me vem a cabeça. O final pode esperar é um livro de terror e suspense. E segundo alguns resenhistas também tem humor. Conta a história de uma jovem escritora do gênero terror. Que após ser contratada por uma grande editora para escrever a sequência do seu best-seller, descobre que não poderá terminar de escrever a série. Nesse título pensei em algo que dissesse muito sobre a história sem revelar nenhum detalhe. E ficou ótimo. Porque abrange um evento chave e importante na história e deixa uma dúvida do que poderá acontecer. O Nem te conto é um livro de contos. Uma coletânea de contos meus publicados e não publicados que mostra minha diversidade literária e possuí diversos gêneros. Alguns contos têm grandes mensagens. Outros escrevi apenas para serem divertidos.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Depende desse universo. Se for um livro de época, pesquiso costumes de época. Mesmo em livros de ficção pesquiso o contexto para ser o mais verossímil possível.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Não.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Todos que quis publicar enfrentei as mesmas dificuldades que todo autor (a) tem. Dinheiro e editora que aceite os originais.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Está propício para o surgimento de novos talentos.

  1. Recentemente surgiram vários pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Toda novidade ou transformação tem seu bônus e seu ônus. Junto com novos talentos irão surgir outros não tão bons assim.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Infelizmente é um mal necessário. Porque a produção do livro tem muitos custos, taxas e impostos. O fato do mercado literário brasileiro não ser tão aquecido e movimento quanto de países leitores também é um fato rque prejudica o valor do livro. Por causa da procura pelo produto no mercado.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Dom Quixote.

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

O Nem te conto teria que ser um álbum. Já que são nove pequenos contos com histórias diferentes que compõe o livro.Em relação aso outros dois eu não tenho ideia. Entretanto o título do capítulo 17 do Vingador Prateado foi inspirado em uma música. O título é Al di lá. Cantada por Roberto Bovo. Tanto a música como o cantor são italianos.

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Ainda não.

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Sim. Estou escrevendo um novo livro. Já fiz pesquisas e descobri que o tema central do enredo é inédito na literatura. Embora o tema já tenha sido amplamente abordado.

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Sim. Como toda ocupação há sempre excelentes blogueiros e outros não tão bons assim.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

J.K. Rowling.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Ter seu trabalho reconhecido.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Deixe sua imaginação fluir.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here