Minhas conversas com o diabo – Mário Bentes

0
626

Mário Bentes inicia a obra narrando um fato que aconteceu com ele no dia que escreveu o primeiro conto que seria o último em “Minhas conversas com o diabo”. O autor nos conta que teve a real impressão que fosse morrer, pois, tomou doses elevadas de energéticos e teve um pré-ataque cardíaco que durou alguns minutos e logo se encontrou bem e disposto a escrever não só um livro como também, uma série. Na segunda parte da apresentação da obra o autor aborda algumas histórias do Rei Salomão, rituais e os 72 demônios conjurados por ele.

A obra não se trata de demônios, anjos, mitologia e mistério e sim do ser humano, dos seus desejos e vontades, o íntimo de cada um e as coisas que nem sempre o dinheiro pode comprar ou simplesmente trocado por outros sentimentos.

Bentes expõe em sua obra sete contos bem diversificados, sendo eles: um padre assombrado por sonhos demoníacos e apocalípticos; um menino desejando o retorno de seu pai desaparecido e a felicidade de sua mãe; uma mulher que sofre com a falta de rumo em sua vida; um homem que, separado de seu amor de infância, se depara com uma oportunidade única; uma costureira que se torna correspondente de uma artista misterioso; uma mulher que se vê obrigada a ter bravura enquanto tenta construir sua vida atravessando o Brasil; um jornalista e escritor frustrado e sem perspectiva que tem a chance de conquistar seus sonhos. São todas histórias de pessoas comuns com seus medos, dúvidas e anseios.

“…tamanha era a confiança da mulher com seu misterioso correspondente que, nem por um momento, ela cogitou não fazer o que ele sugerira. Com uma das agulhas de costura, Maximiliana furou o dedo indicador da mão direita e deixou que o líquido, em gota, tocasse a superfície do papel, bem na altura da assinatura. Deixou que o sangue secasse antes de colocar a carta no envelope. Em seguida, pôs a carta pela soleira da porta.” (p. 139)

O livro possui uma capa tenebrosa apresentando “Buer” que é um dos demônios da hierarquia. A impressão foi feita em papel Pólen e as letras são visualmente boas para leitura. Aprendi com essa obra a não julgar o livro pela capa, pois, não são histórias assustadoras e sim suspense com um apanhado de mistério.

Por fim, devemos tomar cuidado com o que desejamos e com quem fechamos “negócios”. O preço pode ser alto demais e o pagamento pode custar algo bem precioso: sua vida! Já desejo ansiosa para ler os contos do livro 2. Indico para todas as pessoas que gostam de suspense, mistério e sobrenatural.

signature

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here