Meninas de 30 – Roberta de Souza

2
602

Gente, tanto tempo querendo ler este livro e que surpresa a minha quando a autora me informou que me enviaria para que eu pudesse lê-lo e resenha-lo. Uhuuuu

 Sabe aquele livro fofo que você pega para ler e fica arrasada quando termina? Pois é… quantas risadas dei com ele… quantas coincidências nele… que triste aquela história… espero que dê a volta por cima… vai passar… não vai por ai… isso, você acertou!

 Gente, não posso contar, mas é sensacional. Um livro pequenino, de bolso mesmo, mas muito completo e animado. Qual mulher de trinta não passa pelas desventuras amorosas?

 Nina, a personagem principal, é uma gordinha muito sexy e que está passando pelo pós-separação consciente de que seu ex não era sua cara metade, ou seu príncipe encantado. Ainda assim ela se apavora se descobre em meio a vários candidatos a namorado e trava com sua consciência uma batalha em busca do acerto e fuga de possíveis erros que possam leva-la ao sofrimento.

 “Sempre imaginei que, quando chegasse aos 30 anos eu seria uma pessoa séria, mega compenetrada, com filhos, cheia de responsabilidades, do tipo adulta com A maiúsculo…”

 Em busca de um relacionamento duradouro se desconcerta com aquelas mulheres que, como muitos homens, não aderem a um relacionamento sério e acabam sujando a barra daquelas que o procuram.

 A consciência de Nina é uma das partes mais engraçadas e atrativas do livro. A “Doida” como chama sua consciência é a parte mais certinha, mais realista de Nina e possui umas tiradas super inteligentes.

 “Aprende aqui com sua Doida preferida: o amor não é aquilo que te pega de surpresa e te deixa totalmente sem ar, o nome disto é asma. O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você, o nome disso é gravidez. O amor não torna as pessoas mais bonitas, o nome disso é maquiagem, sacou?”

 Mas o livro não é somente sobre a Nina, ele narra momentos na vida de outros personagens, amigos da protagonista, que passam por momentos conturbados como as amigas, uma que descobre a traição de seu esposo, outra que descobre estar com câncer mas que mesmo assim vive de cabeça erguida vencendo cada dia, dentre outras histórias que nos prende a cada ponto, cada vírgula a esta leitura contagiante.

 Cada personagem uma história diferente. Uma história sobre balzaquianas (mulheres que alcançaram os 30 anos), uma história sobre amizade, uma história em busca da felicidade.

 Roberta de Souza escreve com muito humor as desventuras de Nina. Uma leitura agradável e divertida. Um livro para ser lido por todas nós, balzaquianas. Ela nos abre as páginas de um livro que muitas de nós vivemos mas que tememos relatar. Um livro de identidade.

Resenha de Ceiça Carvalho

2 Comentários

  1. Nunca li esse livro, mas a resenha me deixou bastante interessada. Sou quase uma menina de 30 e venho percebendo que esse é de fato o momento das descobertas, o momento da vida em que realmente paramos para pensar se de fato aquele boy era a nossa cara metade, se vivemos uma história real ou acreditamos que vivemos um conto de fadas. Mas, mais do que isso, é o momento em que paramos para pensar o que de fato esperamos da vida e o que podemos fazer para conquistar o que desejamos. Achei muito interessante e verdade, além de sentir uma certa veia cômica.

  2. Ah que linda!!! Obrigada pelo carinho!
    Fico mega feliz quando vejo que o leitor se envolveu com minhas meninas dessa forma!
    Obrigada!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here