MBarreto Condado

0
527
  1. Fale-nos um pouco de você.

Chamo-me Madalena, nasci em Moçambique e vivo em Lisboa na companhia do meu filho, do meu marido, dos meus cães e gatos. Desde cedo que adoro contar estórias, de conseguir transportar todos os que me ouçam para locais fantásticos onde normalmente só a imaginação nos consegue levar e onde tudo pode acontecer. Adoro ler, animais, viajar, gelado de café, o som da chuva, o cheiro do mar, a companhia da Lua, o escuro, mas acima de tudo adoro escrever.

  1. O que vc fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Tive a oportunidade de juntar duas das minhas maiores paixões, além da escrita tenho uma pet shop onde os animais são reis.

A inspiração surge-me sempre de pequenas coisas, um comentário, um local, uma pessoa, uma situação, tudo e todos os que me rodeiam têm a capacidade de despoletar em mim a vontade de escrever.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Ver todo aquele mundo que já existe na nossa cabeça passado para o papel, permitir que outros tenham acesso a essa parte de nós e que vivam as nossas emoções.

  1. Você tem um cantinho especial para escrever? 

Numa sala em minha casa, sempre rodeada dos meus animais que não hesitam em estar sempre em cima de mim.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Prefiro sem sombra de dúvidas o género fantástico, aqui podemos ir sempre mais além, podemos levar a nossa imaginação além dos seus próprios límites. Mas em resposta a esta questão posso afirmar que sim, este ano tive a possibilidade de publicar um texto e um poema em duas colectâneas, ambos fora deste mundo em que escrevo normalmente. O que conta é que adoro escrever por isso tudo é possivel, como costumo dizer se é para dar asas à imaginação contem comigo.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu(s) livro(s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Pode dizer-se que sou viciada em mitologia céltica, mitologia nórdica, magia, lendas antigas. Já li e continuo a ler tudo o que consigo de diversos autores. Com Yggdrasil, que significa na mitologia nórdica “árvore da vida”, o nome surgiu em primeiro lugar e foi a partir dele que nasceu a história da família MacCumhaill, nesse momento soube exatamente a estória que queria escrever e aqui estou com o primeiro dos cinco livros desta saga.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

A ideia surgiu naturalmente na minha última viagem à Irlanda onde me desloquei com um grupo de amigas. No nosso último dia resolvemos fazer uma viagem a Glendalough nas montanhas de Wicklow onde se desenrola toda a ação desta saga. A título de curiosidade a própria capa do livro é de uma fotografia que tirei nesse mesmo local infelizmente para nós nesse dia o homem de kilt não estava lá.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Eu sou o produto de tudo aquilo que já li, de tudo o que já vivi. Gosto de pensar que de alguma forma a minha escrita transmite um pouco de todos eles.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Ainda não me deparei com essa dificuldade. Tive a sorte de enviar o manuscrito de Yggdrasil para a Chiado Editora e de ter sido aceite de imediato.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Julgo que pela primeira vez começam a aparecer muitos novos escritores. É bom saber e sentir que existem tantas pessoas com o mesmo sonho que eu, e espero que tal como eu tenham a possibilidade de continuar a levar esse sonho muito mais além.

  1. Recentemente surgiram vários pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom

Como referi no ponto anterior acho que é muito bom que tal aconteça, mas no final serão sempre os leitores que escolherão aqueles entre nós que devem continuar a sonhar e a permitir que outros sonhem.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Como leitora acho que os preços são assustadores, talvez esse seja o principal motivo pelo qual se nota uma quebra a nível de vendas. Mas penso porém que se gostamos muito de ler e se nos identificamos com este ou aquele escritor em particular arranjamos sempre um meio de continuar a faze-lo.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Já li muitos livros que gostaria de ter sido eu a escrever. Poderia nomear “O Anjo dos Esquecidos” de Heinz G. Konsalik, mas gosto de pensar que essa grande ideia ainda surgirá num dos meus livros.

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

“Élan” dos Nightwish.

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

“O Anjo dos Esquecidos” de Heinz G. Konsalik

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Para já no início do mês de Dezembro vou lançar o primeiro livro de outra saga “Lua do Lobo, Irmandade da Cruz”,  tendo já o segundo da saga Profecia do Sangue, pronto para lançamento no início do próximo ano. Mas prometo muito mais surpresas para breve.

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

No que me diz respeito. Tenho tido a possibilidade de ler várias críticas a Yggdrasil em vários blogs Portugueses e Brasileiros. Confesso que adoro ouvir o bom e o menos bom, acho muito útil poder mudar de acordo com as críticas que são feitas, só assim posso crescer e melhorar. Além de que a divulgação que têm feito do meu trabalho tem sido muito útil, pelo que desde já aproveito para lhes agradecer a todos e espero poder continuar a contar com todos eles e com a sua preciosa ajuda.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Gosto de ter visões diferentes. Apesar de admirar muitos escritores gostava que todos aqueles que gostam de ler dessem uma hipótese a Yggdrasil e a esta fantástica família. E quantos mais melhor.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Quando me deparo com alguém a ler o meu livro. Adoro essa sensação.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Que escrevam sempre sem parar. Que nunca desistem dos seus sonhos pois eles acabam sempre por se realizar. E acima de tudo que não parem de ler pois só assim conseguem crescer como escritores, críticos e como pessoas.

Quer ser divulgado por nossa equipe?

Clique aqui!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here