Maurício R.B. Campos

Maurício R.B. Campos

0 187
  1. http://ajbush.com.au/?pivnuk=%D8%AB%D9%86%D8%A7%D8%A6%D9%8A%D8%A9-%D8%A5%D8%B4%D8%A7%D8%B1%D8%A9-%D8%AE%D9%8A%D8%A7%D8%B1-%D9%85%D8%B1%D8%A7%D8%AC%D8%B9%D8%A9-%D8%A7%D9%84%D8%AD%D9%8A%D8%A9&7f0=60 Fale-nos um pouco de você.

Sou um amante das letras. Escrevo com foco na literatura de fantasia sombria.

  1. http://eminentreklambyra.se/?sisjandra=bin%C3%A4ra-optioner-bot&c4e=0a O que vc fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Tenho uma outra atividade, afinal o mercado de literatura é muito difícil no Brasil.

  1. see it here Qual a melhor coisa em escrever?GC-war2

A forma como a história se desenvolve em nossa mente conforme vamos escrevendo, seu relacionamento com os arquétipos que estão latentes em nosso subconsciente, é isso que faz com que alguns personagens pareçam criar “vida” no decorrer da escrita.

  1. Homepage Você tem um cantinho especial para escrever?

Não tenho nenhum ritual ou lugar para escrever. Mas sonho em ter um escritório especialmente para isso (com vista para o mar seria ótimo ????).

  1. watch Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Escrevi nos mais diversos gêneros, mas ultimamente tenho me dedicado mais à fantasia sombria e steampunk. Esses são os gêneros que venho obtendo os melhores resultados. Certa vez ouvi uma analogia de um escritor com um nadador profissional, e acho que é a que mais se aproxima do nosso trabalho. Quando o nadador está em frente à piscina, no trampolim, pronto para o salto, ele não sabe se irá quebrar um novo recorde ou se terá problemas. E será algo único, nenhuma outra vez que ele entrar na piscina irá repetir aquela performance. E essa é a mesma dinâmica com o escritor e a tela em branco. Usando essa analogia, posso dizer que prefiro a piscina olímpica do clube Dark Fantasy.

  1. my review here Fale-nos um pouco sobre seus livros. Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

Para “O Julgamento de Samuel Stefano”, os nomes são homenagens à amigos artistas. Estou lançando com quatro colegas escritores a antologia Guerras Cthulhu, com histórias escritas em homenagem ao mundo ficcional de Howard Phillip Lovecraft. Escrevi a história de um soldado francês que durante a ocupação do Marrocos, nos anos que antecedem a primeira guerra mundial, acaba por ter contato com entidades que vagam por nosso mundo muito antes da humanidade ser criada. Foi uma exaustiva pesquisa histórica sobre os zayaneses, um povo de que quase não se tem conhecimento no Brasil, e minha história se passa na guerra entre os franceses e esse povo nômade que, apesar de muçulmano, não acatou as ordens do sultão de se curvarem ao poderio francês. O resultado desse embate você descobre lendo essa noveleta que mistura história e fantasia sombria. Nesse caso, os nomes foram todos retirados de pesquisa histórica (alguns personagens do livro realmente existiram, os militares que comandavam a operação).

  1. ganar mucho dinero con opciones binarias Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Eu pesquiso bastante, visito os locais que irei descrever (através do Google Maps e Bing Maps, se não der para ir pessoalmente), e procuro ser o mais fiel possível aos fatos. Em “O Rei Amarelo em Quadrinhos” escrevi a história de Edgar Alan Poe se mesclando com o mundo ficcional de Robert W. Chambers e seu famoso soberano. Pesquisei bastante sobre a vida do autor norte-americano que seria personagem principal. Inclusive, o início da história, onde Poe se encontra com o autômato conhecido como “O Turco”, que teria ganho de Napoleão Bonaparte no xadrez, é fato histórico. Também acompanhei a cronologia dos eventos marcantes da vida do escritor.Guerras Cthulhu

  1. http://www.kenyadialogue.com/?selena=trading-binario-prova-gratis&4df=c6 8. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Conforme evoluímos na escrita e ganhamos nossa própria voz, menos sentimos essa influência, mas todos os escritores são influenciados por seus mestres de alguma forma. Quanto à inspiração, muito do que escrevo vem de uma frase que se encontra em algum livro que li, que me desperta para algo maior, um aprofundamento em algum conceito. Há mais de nós nos livros que lemos do que do escritor que criou a obra.

  1. http://bunker.nu/?komyniti=k%C3%B6pa-Viagra-fr%C3%A5n-sverige&efd=e6 9. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

A auto-publicação eliminou esse entrave, mas o sonho desse mar de autores que há no Brasil é ser publicado por uma grande editora. E isso é para poucos. Quem sabe um dia? Até lá estarei estudando e tentando melhorar sempre. Quem ler meus primeiros contos e meu material atual verá um amadurecimento como autor, tanto técnica como estilisticamente, e acho que o trabalho duro é que trará resultados (afinal surpreender o leitor a cada novo trabalho é o grande desafio).

  1. check this link right here now O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Acho que no Brasil há poucos leitores, mas que melhorou muito desde Harry Potter. Precisamos de outro fenômeno como esse, para despertar os leitores. Quanto à avalanche de escritores que temos hoje, acho isso muito bom, pois é um mercado que está buscando seu equilíbrio.

  1. http://istore-buy.com/bestsellers/tastylia.html Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Hoje é muito fácil publicar um livro, e todos que acreditam em seus sonhos, devem tentar.

  1. http://beachgroupcommercial.com/?kachalka=iqoption-com-login&81f=4f Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Acho que isso desestimula tanto os leitores quanto os autores. Aos leitores que tem que selecionar o que podem comprar a cada ida à livraria, e muitas vezes, menos do que gostariam. Isso gera um problema aos autores nacionais, principalmente aos iniciantes ou independentes, que sem ter o apelo de marketing dos grandes lançamentos acabam, muitas vezes, preteridos. Outro ponto complicado desse mercado é que estimula a pirataria e elitiza a leitura, que deveria ser o mais democrático dos prazeres.

O modelo das livrarias em nosso país também não ajuda. São organizadas como lojas de conveniência, enquanto deveriam ser pontos de cultura. Nos Estados Unidos, as livrarias organizam clubes do livro e patrocinam sessões de discussão sobre literatura, fomentando toda a cadeia. Mas infelizmente ainda estamos longe disso.

  1. click here now Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Os Homens que não amavam as mulheres, de Stieg Larsson. É um livro que trabalha com algumas premissas simples, mas que formam um quebra-cabeças muito complexo, realmente genial.

  1. http://abrahan-pipe.com/?mimi=%D8%A7%D9%84%D8%AE%D9%8A%D8%A7%D8%B1%D8%A7%D8%AA-%D8%A7%D9%84%D8%AB%D9%86%D8%A7%D8%A6%D9%8A%D8%A9-%D8%A7%D9%84%D8%A5%D8%AE%D8%AA%D8%B1%D8%A7%D9%82-%D9%85%D8%B1%D8%A7%D8%AC%D8%B9%D8%A9&9ea=4b Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

Para Guerras Cthulhu seria Call of Ktulu do Metallica, com certeza. O livro tem essa pegada metal ( a música é até citada no livro).

  1. source site Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

O livro que mudou minha vida, pois com certeza foi depois de sua leitura que eu decidi me tornar um escritor, foi David Copperfield, de Charles Dickens. David Copperfield é um dos pilares da literatura ocidental moderna e leva o leitor às lágrimas ao narrar as desventuras de um pobre órfão em um mundo sem misericórdia. Mostra também a batalha de um escritor em busca de seu lugar nas prateleiras das livrarias.

  1. jak zarabiac na forex forum Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Está previsto para julho o lançamento pela editora Dragonfly do e-book “Crônicas de Sudalbion”, minha estreia no gênero steampunk. É uma noveleta que faz parte de uma coleção de contos do gênero chamada Steampunk Tales Collection. Os contos serão publicados em um livro, cuja versão física será lançada em 05 de agosto na SteamCon Paranapiacaba, convenção que será a maior do mundo esse ano, pretendendo bater o livro dos recordes. O nome dessa antologia será Steampunk: Contos do Mundo do Vapor.

  1. fare trading online opinioni Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Acho muito importante, e o melhor veículo de divulgação hoje. Recentemente o blogueiro de um dos principais sites sobre literatura de terror elogiou bastante “O Julgamento de Samuel Stefano”, dizendo que o surpreendeu. Ouvir isso de quem está acostumado à leitura de medalhões do gênero vale mais do que qualquer prêmio.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Neil Gaiman, e após a leitura, gostaria que ele me dissesse tudo o que poderia melhorar. Neil Gaiman, Alan Moore e Frank Miller moldaram minha geração. São uma espécie de santa trindade para o nosso imaginário, e Elektra: Assassina, V de Vingança, Deuses Americanos, Watchmen e Sandman são o  pentateuco.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Escrever algo que considere uma verdadeira obra de arte, mais do que um produto.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Um conselho aos novos escritores: mantenha a simplicidade no momento de escrever. As grandes histórias são aquelas que podem ser resumidas em um parágrafo sem maiores explicações.

Aos leitores deixo os links para meus melhores trabalhos na Amazon, e seria uma honra se pudessem me dar a honra de me acompanharem nessa jornada sombria que só a literatura pode proporcionar:

Guerras Cthulhu http://amzn.to/2rCOf8e

O Julgamento de Samuel Stefano http://amzn.to/2rPWMFy

O Rei Amarelo em Quadrinhos http://amzn.to/2qL7mcQ

Mosaicos Urbanos (traduzido para o espanhol, italiano e inglês) http://amzn.to/2spnfXR

Minha página no Facebook: https://www.facebook.com/mauriciorbcampos/

Meu website: http://www.mauriciorbcampos.com.br/

Artigos similares

0 47

0 35

0 117

Nenhum comentário

Deixe um comentário