Marlene Passos

0
653
  1. Fale-nos um pouco de você.
    R: Me chamo Marlene Passos, nasci em Santo Expedito interior de São Paulo. Sou divorciada e tenho dois filhos. Tenho superior incompleto em Pedagogia e fiz curso de Educação Ambiental. Atualmente moro em Sorocaba.
  2. O que vc fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?
    R: Sempre gostei de escrever, de 2003 a 2009 escrevi para o jornal de Angatuba, interior de São Paulo. Também gosto de desenho e pintura, ainda quero fazer um livro ilustrado. Tenho 8 eboos publicados no site da Amazona.
  3. Qual a melhor coisa em escrever?
    R: Sentir a liberdade da alma, criar, dar vida a personagens, viver outras vidas, sentir que podemos ajudar muitas vezes com nossas palavras.
  4. Você tem um cantinho especial para escrever? (envie-nos uma foto) R: Não, escrevo no meu quarto, mas a imaginação visita infinitos lugares.
  5. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?
    R: Gosto de fantasia, mas já escrevi outros gêneros também.
  6. Fale-nos um pouco sobre seu(s) livro(s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?
    R: Meus livros são digitais pois as editoras cobram caro para publicar livros físicos. Vou para os títulos: “Rascunho de Minha Vida”, “Conexão Com Anjos”, “Homem Águia”, 55 Tons de Imaginação”, Mística Sedução”, Uma Eternidade Dentro de Dois Corações, “Odisseia de Juan e seu amigo imaginário”. Os personagens brotam como por encanto, a qualquer hora, de repente me vejo escrevendo.
  7. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?
    R: Se tenho uma inspiração para escrever sobre algo, ou algum lugar que não conheço, vou as pesquisas, depois coloco minha imaginação.
  8. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?
    R: Não, difícil, a inspiração vem como vontade própria.
  9. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?
    R: Em 2002 publiquei pela Casa Do Novo Autor um livro de apenas 28 páginas e ficou bem caro, o título é “Seios ao Mar”. Por isso sempre publico no site da Amazon meus ebooks.
  10. O que você acha do novo cenário da literatura nacional? R: Os leitores estão fugindo da leitura, principalmente no Brasil, é preciso inovação, leituras desenhadas, poéticas, ou seja, faz-se um desenho e cria-se uma história.
  11. Recentemente surgiram vários pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?
    R: Existe gosto para tudo, mas acho que o mistério seduz e a aventura conquista.
  12. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?
    R: Esse é o problema! O mundo está em crise e ainda cobra-se caro! Muitos precisam de ajuda, palavras que se identificam, mas o acesso fica difícil com preços elevados. É preciso nova estratégia para conquistar leitores ou traduzir e enviar para outros países.
  13. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?
    R: Todo livro que envolve aventura, filosofia, espiritualidade e magia me conquista.
  14. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? 
    R: A trilha sonora seria “Imagine”
  15. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?
    Adoro os livros do Padre Fábio de melo, eles mostram diretrizes que ajudam a enxergar novos rumos, até o livro “Rascunho De Minha Vida” que escrevi, foi inspiração ao ler o livro de Fábio de Melo e Gabriel Chalita “Carta Entre Amigos”
  16. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?
    R: Como disse, adoro desenhar e pintar também, meu sonho é lançar um livro e nesse momento também fazer uma exposição de telas pois a pintura também está inserida em minha alma.
  17. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais?
    O que você acha sobre isso? R: Tudo é válido, ajuda a melhorar, mas é preciso manter a personalidade pois cada pessoa é um mundo!
  18. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?
    R: Não tenho um nome específico, gostaria que fossem pessoas que ajudem o próximo, que não veja o mundo só do lado da fama, pois se todos dessem as mãos não existiria miséria no mundo.
  19. Qual a maior alegria para um escritor?
    R: Sem dúvida, conquistar leitores. Que sua imaginação os faça viajar, viver, identificar-se, que escritor e leitor faça parte do mesmo mundo, que tenham a mesma sensação, a mesma expectativa.

   20. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.
R: Minha mensagem: A inspiração é uma joia rara, algo divino que surge no nosso abstrato interior, algo  que vai além da matéria, algo que pode mudar roteiros, se você sente vontade de criar personagens, vá em frente, não os sufoque numa gaveta, gaveta não sabe ler! Invente novas estratégias que que sua imaginação chegue ao leitor, e mesmo que não consiga atingir a conquista necessária para uma surpreendente divulgação, continue, sempre continue, e ai que encontrará um atalho para sua descoberta. Cultivem a humildade sempre e coloque em sua criação situações que podem

Quer participar de nosso bate papo? envie-nos um email parceria.arca@gmail.com

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here