Marja Li

0
971

  1. Marja, para nós é um grande prazer entrevistá-lo. Fale-nos um pouco sobre quem é você e sobre As Estórias da Marja.

Sou gaúcha, vivo no interior, porque decidi que a vida no campo é mais calma. Adoro escrever romances, sou quase compulsiva em escrever. O Estórias da Marja começou como um blog  de leitura, onde colocava meus textos. Hoje em dia, tornou-se uma espécie informal de selo literário, onde publico meus romances de forma independente. Ainda estou começando, espero crescer muito no futuro, quem sabe, tornar o Estórias da Marja um selo profissional.

  1. Qual seu estilo literário?

Romances. Amo escrever romances. De todos os gêneros, classificações e tamanhos. Tenho romances policiais, hot, históricos, medievais, fantasia, sobrenatural, LGBT, romance de costume, chick lits, ou seja, escrevo de tudo mesmo…

  1. Qual seu público alvo?

Meu público alvo são pessoas que gostam de ler romance. Atualmente diria ser o público feminino. Entre 18 anos e 50 anos. Mas isso é apenas uma análise de mercado. Na prática, todos os leitores são bem vindos! Há leitura para todos os gostos!

  1. Quais seus autores e estilo favoritos?

Costumo dizer que meus livros e autores preferidos são os próximos que lerei. Gosto de alguns, que são eternos, como Jane Austen, Érico Veríssimo e Sidney Sheldon. Esses são eternos. Mas da atualidade, ainda espero um grande autor e um grande livro aparecer e me conquistar.

  1. O que te inspira a escrever? Quando sentiu que estava pronta para publicar? Alguém a incentivou, como foi esta iniciativa?

Sempre escrevi. Tudo me inspira, porque escrevo pelo prazer de criar algo.  Eu ainda não sei se estou pronta para publicar! Kkk Mas sei que o momento certo é o agora, pois a coragem surgiu e sou regida pelos meus impulsos.  Sempre tive incentivo familiar, mas acho que o grande incentivo veio dos leitores, que sempre acompanharam meus livros, sempre incentivaram muito.

  1. Fale-nos um pouco sobre “Maze, sem saída”

Maze-Sem Saída, foi o meu primeiro livro publicado e como todo primeiro, sempre será especial.  É um livro ágil, romântico, intenso.  Muita gente ama e muita gente odeia.  É um livro forte. Divide opiniões.

  1. Marja o que mais lhe inspira a escrever?

É difícil responder essa pergunta. Tudo me dá vontade de escrever. Eu sinto prazer em parar tudo que estou fazendo e escrever alguma coisa. A elaboração de um livro é um processo mais delicado, mais pensado, mas o ato de escrever em si é instintivo.  Qualquer coisa pode me despertar a vontade, o que costuma acontecer nas horas mais inusitadas!

  1. Fale-nos sobre o atual momento literário do Brasil. quais as principais dificuldades que você encontra, hoje, para publicação de livros?

Essa pergunta é perigosa. Eu poderia escrever um livro só com argumentos para responder essa pergunta. Mas vou resumir em três pontos principais: custos, plágio e intrigas.

  1. Quais são seus projetos literários? Teremos novidades para 2015? Quais?

Manter o Estórias da Marja ativo, com lançamentos periódicos, é o meu grande projeto. Novidades para 2015? Sim! A lista é curta, mas são:

Série O Lago (livro 2 ao 8). – Romance Fantasia/hot

Série A Descoberta Inesperada (1 ao 5) – Romance Fantasia/ hot

Os Três – O começo de uma Era. – Romance Fantasia/sobrenatural

Trilogia A Hora Perdida (livro 2 e 3) – Romance Sobrenatural/Zumbis

Trilogia As bibliotecárias (livro 2 e 3) – Romance Chick lit

Nove Meses – Romance Chick lit

Tem mais lançamentos, mas esses são os mais urgentes, pois já tenho as capas e as revisões estão praticamente prontas.  Escrevo relativamente rápido, mas por fazer tudo praticamente sozinha, acabo demorando mais do que gostaria para lançar.

  1. Quais os maiores problemas encontrados pelo autor na publicação de seu livro?

Eu rascunhei a resposta para essa pergunta várias vezes. Existe a resposta real, do que vejo, vivo e lido todos os dias e existe a resposta que todos querem ouvir. Hoje, optarei por ser politicamente correta e dizer que um dos maiores problema são os custos que tanto editora quanto autor precisa arcar.

Que isso limita os investimentos em novos autores e livros. Impostos elevados, serviços caros.

A despreparação do autor também causa desistência de uma publicação.

Esses são os maiores problemas que posso falar sem ser odiada por todo mundo.

Os outros problemas… Deixo para que os autores descubram na prática.

  1. Dê uma dica para os jovens escritores nacionais que querem ter seus livros publicados.

Não ouçam conselhos de ninguém! Pensem com suas próprias cabeças!

Pesquisem muito no meio literário antes de decidir como e onde publicar. Mantenham as boas amizades literárias, pois isso é raro nesse meio.

Apeguem-se com os bons blogueiros, pois eles são vitais para qualquer autor.

Não existe uma fórmula secreta para o sucesso.

Não esperem demais dessa carreira, não se frustrem por pouca coisa.

E não desistam no primeiro obstáculo.

Acho que é só isso que posso dizer para os jovens escritores. O resto… Só a experiência poderá lhes dizer!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here