Jeferson Mello

0
983

1. Jeferson para nós é um grande prazer entrevista-lo. Conte-nos quem é Jeferson Melo??

Um sonhador, acima de tudo.Dedicado no que faço. Gosto de fazer amigos, prezo muito os que tenho. Sou Apaixonado (com A maiúsculo rs) pela literatura, amo escrever e compartilhar ideias com meus amigos escritores.

 2. Qual seu estilo literário?

Na verdade, não tenho um único estilo. Aprecio muito o estilo fantástico, mas tenho obras que abordam ação, outras terror… e por aí vai. Sou bem eclético.

 3. Qual seu público alvo?

Os jovens, os pré-adolescentes, todos que têm a mente aberta para viajar em mundos diferentes, rs.

 4. Quais seus autores e estilo favoritos?

Dan Brown é a minha referência internacional, aprecio muito a escrita dele e já aprendi muito lendo suas obras. Já aqui no Brasil,

Eduardo Spohr é o meu ídolo, sem sombra de dúvidas é inspiração para muitos jovens. Afora estes, leio muitos outros e tento sempre puxar para a literatura brasileira.

5. O que te motivou a escrever o livro “Welder Thompson e o mundo de Arcadya”? Quando sentiu que estava pronto para publicar seu primeiro livro? Alguém a incentivou, como foi esta iniciativa?

Eu estava em uma época em que muitas ideias percorriam minha cabeça. Assisti muitos filmes, seriados, desenhos, juntei tudo e criei o meu universo, um processo que demorou anos. Eu queria criar um mundo em que eu pudesse depositar todas as minha ideias, onde eu pudesse comparar os males do mundo em que vivemos, fazendo discretas críticas quanto aos pontos negativos que a humanidade enfrenta.

 6. Fale-nos um pouco sobre o livro welder-thompson-e-o-mundo-de-arcadya.

Eu conto a história de Welder, um rapaz que assim que nasceu perdeu a mãe num suposto “acidente” e o irmão gêmeo desapareceu do berçário e nunca mais foi visto. 17 anos depois ele descobre que está sendo caçado por um inimigo desconhecido e vai para Arcádya para tentar desvendar o que esse inimigo quer e o porquê. Lá, ele vai descobrir muitas coisas… coisas que podem comprometer sua própria vida.

 7. Jeferson o que mais lhe inspira a escrever?

Escrever é uma coisa misteriosa. Às vezes pelo simples de eu assistir algo interessante, viver algo inusitado, eu automaticamente já a escrevo, nem que seja em mente. Tirando por isso, inspirações podem ser, desde uma cena de filme até mesmo a situações de sua própria vida.

 8. Fale-nos sobre o atual momento literário do Brasil. Quais as principais dificuldades que você encontra, hoje, para publicação de livros?

 São diversas dificuldades: passar no teste de uma boa editora, falta de divulgação, aceitação do público, condições financeiras, enfim. E a mais forte: o preconceito do leitor brasileiro para com o próprio livro brasileiro. Mas por sorte, isso está mudando.

 9. Quais são seus projetos literários? teremos novidades para 2014? Quais?

Meu projeto, de ínicio, é dar continuidade a saga Welder Thompson. Estou realizando outro projeto, mas Welder ficará sempre à frente, claro, se agradar o público. Em 2014, pretendo lançar a segunda parte da trama, que já está pronta. Nesta, surpreenderei o público, pois, envolverei fatos reais de um dos maiores mitos da história: o conde Drácula.

10. Quais os maiores problemas encontrados pelo autor na publicação de seu livro?

Acho que a palavra é dinheiro, infelizmente. Publicar no Brasil é caro. Existem editoras que publicam simplesmente por dinheiro e não levam o seu trabalho à sério, não certificam se há qualidade, entre outros males. Nesse caso, você paga por um trabalho, sem ao menos saber se é bom e daí acaba numa fria. Se você entra em uma editora pequena, podemos assim dizer, sua divulgação não será das melhores. Se quiser uma boa divulgação, prepare-se para investir.

 11. Dê uma dica para os jovens escritores nacionais que querem ter seus livros publicados.

Antes de enviar seu livro para uma editora, consulte os amigos, peça opiniões e avalie bem a editora que vai entrar, pois há muita gente interesseira por aí rs.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here