Introdução a Foucault – Edgardo Castro

0
857

Quem deseja trilhar os caminhos das ciências humanas e sociais precisa ter contato com a obra de alguns pensadores. Um deles, sem sombra de dúvidas é Michel Foucault. Ele é um dos nomes mais citados na contemporaneide. Sua contribuição às ciências estabeleceu novas formas de pensamento sobre o homem e suas relações. “Introdução à Foucault” proporciona ao leitor ou leitora a oportunidade de ter contato com essas ideias.

O livro foi escrito por Edgardo Castro, doutor em Filosofia pela Universidade de Friburgo, na Suíça. Compõe a coleção Filó, publicado e distribuído pelo Grupo Autêntica. Possui 157 páginas, onde o autor apresenta os principais temas discutidos pelo filósofo francês em suas obras e em aulas ministradas no Collège de France. No final, o livro traz cronologia com algumas informações sobre a vida de Foucault e também de suas publicações.

Cada capítulo se ocupa, numa linguagem acessível, em pontos essenciais do pensamento foucaultiano. Pode-se destacar a problemática das ciências humanas e sua relação com a filosofia; a loucura nos séculos XVII e XVIII; condições históricas do nascimento da clínica médica; ideia de uma arqueologia dos saberes e possível explicação dos alcances e limites da noção de episteme.

As relações de poder, uma das temáticas mais discutidas do pensamento de Foucault ganha destaque no terceiro capítulo. São abordadas as formas de controle do corpo e da população e caracterização do poder disciplinar, do poder soberano e do biopoder.  Por fim o livro traz lições sobre o poder pastoral e o dispositivo de confissão, e sobre o governo de si e dos outros.

Leitura recomendada para quem já possui certa afinidade com os pensamentos do filósofo frances, e deseja intensificar seus conhecimentos. Recomendado também para quem pouco ou nada conhece sobre as ideias desse importante pensador. Ter noção desse legado nos ajuda a compreender a relação entre poder e conhecimento e como essa relação é usada como forma de controle social por meio das instituições.

Resenha de Renato Neres, resenhista do Arca Literária

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here