Hoje vou ser escritor

3
1529

“Escrever é fácil. Tudo a fazer é se sentar encarando o papel em branco até que as gotas de sangue se formem em sua testa”. Gene Fowler

 

Uma coisa que sempre me incomodou na natureza humana é o pensamento de que alguns acham que são mais capazes que outros. Eu sempre acreditei que todos podem fazer “quase” tudo, basta estudar, persistir, se esforçar.

Vemos catadores de lixo passando em concursos públicos, vemos mulheres abandonadas por seus maridos, criando com decência seis filhos com faxinas ou similares. Vemos as paraolimpíadas onde o ser humano rompe com a barreira do “eu não posso”. Eu acho isso incrível, pois somos feitos a imagem e semelhança de Deus e Ele é perfeito e capaz de infinitas criações.

Mas… E nesse “mas” acrescentem muitos “ss”, eu também considero uma falta de respeito quando alguém acorda de manhã e acha que pode desempenhar uma tarefa ou arte que outros levam anos para aprender e se aperfeiçoar.

Pessoas que acordam artistas da noite para o dia não possuem meu crédito. Isso é fato.

Imagina se eu acordasse em uma segunda feira e dissesse a mim mesma: “hoje serei uma médica cirurgiã”. Ou: “hoje serei piloto de avião”. Impossível certo?

Eu creio que é impossível, ao menos da noite para o dia.

Grandes feitos exigem grande empenho, anos de dedicação, estudo e outras variáveis. O ser humano pode fazer tudo, sua capacidade é grande e até, comprovada em muitos estudos científicos, incalculável.

Mas vamos ter um pouco de noção ou mesmo de respeito por certas profissões que são verdadeiras artes e como tal precisam de estudo, dedicação, tempo e muita, muita prática até que fique digna de ser mostrada ao público.

Entre essas profissões eu coloco a profissão do escritor. Sem pudor e sem prepotência. Sou aprendiz de escritora. Faz onze anos que escrevo e sou paga por isso, mas ainda não estou pronta para ser intitulada ESCRITORA, porque eu respeito essa profissão.

Ser escritor não é saber o alfabeto ou saber escrever, porque todo ser humano alfabetizado sabe escrever. Ser escritor é conhecer a arte da escrita, é ler incansavelmente dia a dia, meses, anos, décadas. Ser escritor é ler de tudo um pouco, entender enredos, temáticas, gêneros, características literárias. Ser escritor é não ter amarras e saber o valor das palavras.

Mesmo depois de fazer muitos cursos, palestras, oficinas, ler centenas de livros, escrever mais de dez mil páginas eu não me sinto ESCRITORA em todo o sentido da palavra. Isso porque tenho respeito pelos grandes nomes da escrita e ainda não me acho digna de estar perto deles frente ao muito que eles se dedicaram na arte da escrita.

Mas, em algum momento fatal surge uma pessoa, que escreve um ou dois parágrafos, alguns parentes gostam, e ele coloca como profissão: ESCRITOR. Fico pensando “porque não DENTISTA ou PRESIDENTE DA REPUBLICA? Que tal ASTRONAUTA”?

Escritor não é aquele que escreveu um aviso na porta ou um bilhete para namorado. Escritor não é nem quem publicou e lançou um livro, pois se uma criança pagar ela pode lançar um livro no Brasil e ainda poderá vê-lo nas estantes das Saraivas da vida. Basta pagar.

Não! Escrever é mais que isso. Ser escritor é se dedicar a arte da leitura e da escrita em conjunto. Pseudo escritores que dizem “antes eu nem gostava de ler” ou alegam que Machado de Assis e outros ícones da literatura são obsoletos, isso não é ser escritor, isso é ser PLAGIADOR de uma profissão.

Se não posso ser médica da noite para o dia, porque posso ser escritora em um vupt?

“Mas eu escrevi um poema e todo mundo gostou!” Isso não te faz um poeta, lamento dizer.

Quer ser escritor? Vamos nos dedicar, vamos aprender, vamos receber críticas e saber delas fazer um degrau a mais rumo a um aperfeiçoamento.

E se no final, depois de anos, você ainda não conseguir sentir o fruto de sua dedicação ser devidamente reconhecido, quem sabe não é essa a estrada que você deva trilhar.

Você pode ter vocação para ser pintor, ou um cantor, ou mesmo um excelente vendedor.  E enquanto você insiste em ser escritor como num passe de mágica, a frustração vem e domina você.

Todos podem tudo, mas não podemos esquecer que “artes” demandam tempo. Um verdadeiro músico estuda por anos, ensaia diariamente, não nasce pronto. Um lutador treina exaustivamente para estar apto a vencer uma luta. E porque a escrita seria diferente? Definitivamente a escrita é uma arte e lamento informar, não é para todos. Uns a praticam, outros a apreciam.

Leia e reflita:

“A maior parte do tempo de um escritor é passado na leitura, para depois escrever; uma pessoa revira metade de uma biblioteca para fazer um só livro”. Samuel Johnson

“A glória ou o mérito de certos homens é de escrever bem; de outros, é de não escrever”. Jean de la Bruyère

“A verdadeira facilidade de escrever provém da arte e não do acaso”. Alexander Pope

COLUNA ESCRITOR

PROFISSÃO: ESCRITOR – vamos aprender a valorizar.

 

 

Rô Mierling

Escritora – Antologista – Assessora Editorial

romierling.recantodasletras.com.br

 

3 Comentários

  1. ADOREI , VC ESCREVE E SE EXPRESSA MUITO BEM RÔ, ESTE TEXTO É COMO SE FOSSE UMAS PALAVRAS P/ NOS VERMOS Q TUDO SE PRECISA SE DEDICAR, MAS VC FOI ALEM , ACHEI Q VC ESTAVA TBM INCENTIVANDO AS PESSOAS A FAZEREM SEUS SONHOS SE REALIZAREM, OBG………………..VC JÁ É UMA GRANDE ESCRITORA, BJOS………

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here