Garimpo Editorial – Abril

1
624

Olá, vamos conhecer alguns livos da Garimpo Editorial?

Proclamar Libertação – Orlando E. Costas – Este livro trata do tema da evangelização contextual da perspectiva “dos pobres, dos indefesos e oprimidos”. É, como explicado por Orlando Costas, “escrito a partir da perspectiva da tradição evangelical radical em dialogo com outras correntes da ecumene cristã. Costas começa explorando as raízes bíblicas da evangelização contextual, focalizando dois modelos. O modelo do Antigo Testamento é ilustrado por crentes como Ester, que em sua libertação heroica de seu povo em circunstâncias políticas difíceis, nos mostrou como ir em auxilio dos que vivem a margem da sociedade. O modelo do Novo Testamento e ilustrado primeiro e principalmente por Cristo, que nos mostrou como ministrar aos marginalizados por trabalhar a partir da periferia da Galileia.
Em que se baseia a evangelização contextual? Na trindade, que Costas define como comunidade, a base para a evangelização enquanto “evento comunal”. A substancia da evangelização é a mensagem apostólica da cruz, que anuncia a vida que Deus da através do sofrimento e morte de Cristo. Se cremos nesta mensagem, esperamos a vida no reino de Deus enquanto oramos e trabalhamos por justiça e paz. Costas apresenta a conversão não como um evento único, mas como um processo transformativo contínuo que envolve a passagem do egoísmo ao compromisso comunitário ativo.

Um jardim para Leonel – Achel Tinoco – O pai o enxotou para fora de casa, aos 12 anos de idade. O menino caminhou pelas matas, subiu serras, desceu vales, e chegou a algum lugar: uma vila adormecida no meio do nada. Ali, começou a trabalhar numa venda, aprendeu a ler e a escrever atrás do balcão, comprou uma tropa de doze burros, foi a pé até a Lapa, casou, teve um filho, enviuvou, casou com a sobrinha da primeira mulher, teve mais onze filhos, vivenciou tragédias, prosperou, enriqueceu.
“Os filhos são como os dedos das mãos. De longe assim até parece que são todos iguais, mas são completamente diferentes: o temperamento, a natureza, os ideais, os sonhos, os problemas. A vida de cada um corre por caminhos distintos; é como um rio que nasce pequenino, frágil, dependente, mas logo vai se avolumando com o decorrer do tempo e do espaço, e não sabemos ainda aonde vai desaguar.”
Um jardim para Leonel é uma homenagem a esse homem simples, porém muito sábio, que, embora não tenha frequentado a escola, acreditava na educação e gostava tanto do mar.

Teatro do Sonho – Vitor Chaves de Souza – Teatro do sonho é uma obra que tem por tema central a postura e atitude diante da despedida e dos desafios impostos pelo cotidiano. Num primeiro momento – o performático – a narrativa carrega a máscara da personagem; num segundo momento – o onírico – a personagem carrega a máscara da narrativa. Os contos e crônicas que se encontram nesta obra, de motivação filosófica e religiosa, foram inspirados e redigidos em instantes de inquietação, dúvidas e transição.

Não deixem de conhecer um pouco mais sobre os lançamentos da Garimpo Editorial

Um comentário

  1. eu já li “proclamar libertação”, do Orlando Costas, e “teatro do sonho”, do Vitor Chaves de Souza. ambos muito bons! recomendo a editora Garimpo para todos os meus conhecidos. abraços.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here