Filhos da Tempestade – Rodrigo de Oliveira

0
583

Mais um livro da Literatura Nacional que tem grande potencial, “Filhos da Tempestade” trouxe algumas das qualidades que me faz lembrar o quanto amo ler. O livro contém: mistério, fantasia e uma boa dose de romance.

 Sinopse: Uma aventura surpreendente, em um dos lugares mais misteriosos da terra. Um grupo de jovens deixa o Rio de Janeiro com destino aos Estados Unidos. O que seria apenas uma viagem de uma

Turma do conservatório de música acaba ganhando os contornos de uma tragédia: ao sobrevoar a misteriosa região do Triângulo das Bermudas, o avião é atingido por uma violenta tempestade e cai no mar. Os sobreviventes agora se veem presos numa ilha deserta, perdendo o contato com o resto do mundo. Nesse lugar paradisíaco, habitado por uma força maligna ancestral e onde se esconde um terrível segredo envolvendo uma jovem bruxa do século XVII, os garotos precisarão lutar pela própria vida, superando grandes desafios e enfrentando seus piores medos. Rodrigo de Oliveira, autor da saga As crônicas dos mortos, traz em Filhos da tempestade uma história repleta de ação, suspense e terror, de conflitos e descobertas, envolvendo um improvável triângulo amoroso que desafia a própria morte.

 Bem-vindo a Ilha do Diabo “um buraco entre o Fim do Mundo e Lugar Nenhum”, essa frase entre parêntese foi retirada do livro e explica poderosamente de uma forma metafórica onde fica essa ilha que assombra os personagens contidos na historia.

 Mas primeiro somos apresentados à Carol Smith, uma moça que está sendo julgada por praticar bruxaria, mas por incrível que pareça, o juiz da corte decide no último momento mudar a sentença, mesmo sendo clara, ele acaba mandando a réu para Roma, onde poderão julgar melhor o caso, mas no caminho para lá, algo misterioso acontece e o navio que transportava a prisioneira pode estar prestes a naufragar.

 Depois somos levados até um avião com vários passageiros e no trajeto da viagem, uma tempestade estranha aparece no caminho e assim os sobreviventes são jogados na “Ilha do Diabo” ou como também é conhecido: Triangulo das Bermudas. Nunca li nada do gênero, mas conhece de outros filmes ou artigos, mas o autor usou bem, e ao meu ver, reformulou bem esse conceito. O que mais me deixa intrigado é que a ilha é perfeitamente linda e possui tudo o que você precisa para sobreviver nela, como explicado até por um dos personagens, depois de um tempo até a vontade de ir embora pode passar.

 Vou parar por aqui para não gerar spoiler, mas saiba que ainda tem muita coisa pela frente. O livro é cheio de mistérios e existem separações dentro dos capítulos que tornou a leitura dinâmica e ao mesmo tempo mistérios. Estou fascinado pelo domínio com a escrita que o autor possui, mostra que ele sabe o que estava fazendo e aonde queria chegar.

 Uma única barreira que encontrei no livro foi os palavrões que às vezes são incluídos nos diálogos dos personagens, creio que isso não é tão necessário em um livro. Mas depois deste livro, minha lista de leitura estará com todos os outros livros do autor, uma coisa legal é que até um dos seus títulos é citado neste livro.

 O livro foi lançado este ano pela editora Planeta, contém 336 páginas e a diagramação está perfeita, isso ajuda muito o leitor sabia editoras? Minha nota no Skoob é 4/5 estrelas. Se você encontrar esse livro na livraria e tiver a oportunidade não perca tempo, vale muito a pena e ainda engrandece nossa literatura nacional.

signature

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here