Nando Moul – A Guerra de Herbert Leman

0
613

Biografia:  Sou Fernando Moura Lemes, mas uso codinome Nando Moul, nasci em 1985, nesta bela cidade, Curitiba, pela qual sou apaixonado. Escrevo desde meus dez anos de idade, sou apaixonado por literatura, pela escrita, amo criar personagens, dar vida a eles, se emocionar com eles. Sou técnico de informática e vendedor de hot-dog, mas ainda pretendo viver apenas dos meus trabalhos literários. Considero-me um contador de histórias. Pra mim o melhor refúgio para a mente, neste mundo tão obscuro e traiçoeiro é por dentre a magia das letras. Acho que minha missão é levar entretenimento e emoção às pessoas através da literatura, se isso acontecer meu objetivo estará cumprido. Escrevo roteiros também e componho músicas, mas minha paixão é contar histórias.

Como citei, além de contribuir para com a sociedade por meio da literatura, já tenho planos de projetos escolares, crianças que não podem comprar livros, crianças que não tem acesso a algum meio cultural. Na verdade é um dos meus sonhos. Criar bibliotecas populares e convidar escritores ilustres para doar livros e palestrar para essas crianças.


Sinopse: […Como muitas pessoas faziam, Herbert Leman acompanhou sua família em busca de uma melhor estrutura financeira nos Estados Unidos da América. O que ele não sabia era que o destino lhe preparava um horripilante caminho para que trilhasse. Nos primeiros anos as coisas caminhavam de vento em polpa, conseguira se formar numa das melhores universidades do mundo e seus pais estavam com bons empregos, mas havia o problema da cidadania. Caso fossem fiscalizados voltariam imediatamente para o Brasil. No entanto estavam gostando tanto daquele país que Herbert sentiu que deveria fazer alguma coisa. Quando as torres do Word Trade Center desabaram, surgiu a oportunidade de ajudar sua família. Um amigo antigo de seu pai chamado Joel, arrumara um jeito de ele ser convocado para a guerra no Oriente Médio. No entanto Herbert estava começando a pisar naquele obscuro caminho que o destino lhe preparara, mas não tinha ideia. A guerra fora tenebrosa e traumática, no entanto o verdadeiro trauma começara no dia em que seu grande amigo morrera em seus braços após ter sido salvo por ele de uma emboscada. Naquele mesmo instante ele havia protegido a desiludida Ayah dos impiedosos terroristas. Estava ferido e recebeu ordens de retornar aos EUA. Foi então que o destino colocara a mortífera cereja sobre o bolo nefasto. Encontrara toda sua família enterrada num cemitério. Inclusive sua amada Lara, a mulher que o fez entender o que era o amor. A partir daquele instante, quando ele sentiu que viver não fazia mais sentido, começara a travar uma intensa luta pela sobrevivência. Flertando com o suicídio todos os dias, ainda tinha o peso de se sentir culpado por não ter retornado ao Brasil quando deveria. Sentia que o assassino de toda sua família era ele. Descobriu que um bilionário francês que conhecera pouco antes de partir para a guerra lhe deixara uma incalculável fortuna. Mas isso não fizera com que seus dias voltassem a ficar coloridos novamente. Restara apenas Joel o amigo da família, que inclusive contribuiu para que fossem para aquele país. Com esse amigo, ficara também a missão de mantê-lo vivo. Sentia-se completamente morto, mas continuava vivo. O que fazia com que fosse a pior morte. No entanto havia frestas de esperanças naquele obscuro lugar onde sua vida ficou. Ayah surgiria para fazê-lo entender o porquê de ainda permanecerem vivos quando criam que não havia razão para isso…]

Adquira este livro no site: Editora Multifoco 

Contate o autor: Facebook

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here