Fernando Melo

14
3823
  1. Fale-nos um pouco de você.

Meu nome é Fernando Mello, sou de Fortaleza – Ceará, tenho 26 anos. Trabalho numa indústria na área de PCP e estou me formando em Administração. Gosto de cinema. Filmes de terror e suspense são meus preferidos, porém, sou aberto a todos os estilos. Amo ler e escrever. Sou viciado em séries de TV variadas e no tempo vago sempre estou escrevendo, lendo ou assistindo algo. Sou do tipo caseiro e nada festeiro. Sou mais reservado do que barulhento. Pretendo atingir tudo o que planejei na minha vida e manter-me sempre na humildade.

  1. O que você fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Além de escrever, trabalho numa indústria de confecção de moda intima feminina, e estudo a noite. A inspiração para escrever veio desde pequeno, eu tinha mania de escrever as histórias dos meus filmes favoritos. Na adolescência, como eu era um jovem de poucos amigos e não tinha muito com quem desabafar, comecei a escrever em diários onde relatava tudo ao meu redor, em seguida comecei a escrever músicas e peças teatrais(simples) para feiras culturais da escola aonde eu fazia o ensino médio. Então, escrever sempre esteve no meu sangue, mas só me dei conta de que esse era meu talento aos 18 anos quando escrevi meu primeiro livro – ainda não lançado – e daí não parei mais de escrever.

Então, o conjunto de todos esses fatos e efeito positivo que causava em mim ao em expressar na escrita foi o que me motivou a ser um escritor. 

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

É deixar-me navegar em lugares nunca vistos antes por mim, poder dá rumo as histórias, resolver dilemas internos, retratar momentos não vividos e dá voz a palavras não ditas.

  1. Você tem um cantinho especial para escrever?

Não tenho um em especifico, escrevo em qualquer lugar que estiver, se bater a inspiração, pode ser plantando bananeira de cabeça pra baixo, paro e escrevo.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

O gênero literário que tenho mais aptidão é o romance, porém, passeio por outros, do tipo suspense policial e atualmente escrevo uma Distopia que pretendo lançar em 2018.

  1. Fale-nos um pouco sobre seu(s) livro(s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

“Uma nova chance” foi lançado em 2014, que é a segunda parte de uma trilogia romântica jovem que idealizei do meu primeiro livro que escrevi e que nunca lancei, porém que será lançado ano que vem. É que pensei que se lançasse primeiro o meio da história dando pontes tanto para o início de tudo e o final, despertaria nos leitores o interesse de saber de ambos, e funcionou, quem ler realmente quer saber o que aconteceu antes deste livro e o depois.

Então, o próximo, que é o início de tudo, se chama “A garota por quem em apaixonei” que conta a história de Vitória e Tiago, dois jovens totalmente oposto, enquanto ela é a garota desatina ele é o cara certinho que se apaixona por ela e que de alguma forma consegue tirá-la do buraco negro que sua vida se tornara.

“Sob o domínio do silêncio” ele é um suspense psicológico e policial, com um tema central bem forte (Vingança) e subtemas que englobam coisas que acontecem no nosso cotidiano – violência, impunidades, conflitos de interesses, etc.

Tem um drama psicológico muito grande, porque Natanael Váli (personagem principal) carrega marcas em sua alma e isso abala suas certezas, então têm horas em que ele acha que o que está fazendo é o certo, porém, quando vê acontecer e concretizar, acaba se questionando e causando uma confusão de sentimentos que o abala quase que o desviando do seu foco.

O livro não aborda só violência e ódio, mas também tentar manter a justiça, a amizade, a garra, a determinação, lutar por dias melhores para limpar aquele mundo deles. Toda guerra tem perdas. Têm escolhas difíceis que pode acarretar danos irreparáveis, mas também, é na finalidade de uma melhoria. É disso que se trata.

Então o leitor se deparará com cenas realista, além de muita adrenalina, suspense, reviravoltas, e por fim aprendizado.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

Depende do assunto, quando escrevo romance, pesquiso sobre locais que tem uma imagem agradável para um bom romance, quando é suspense ou policial, pesquiso sobre locais com índice de violência alta, essas coisas. Exemplo disso: Em “Uma nova Chance” escolhi a cidade de Resende – Rio de Janeiro, para ser o cenário, porque na pesquisa vi o ambiente lindo que lá é, e para “Sob o domínio do Silêncio” escolhi fortaleza por ser uma das cidades mais perigosas do Brasil. Pesquiso no Google, procuro em livros, manchetes, todo tipo de mídia de comunicação.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Não consigo me inspirar em autores ou em livros que leio, consigo me inspirar no que acontece no cotidiano, ao meu redor.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Sim. Uma nova Chance, foi meio complicado, na época eu não tinha experiência nesse mundo literário ou pessoas para me guiarem, não sabia o que era editora comercial ou prestadora de serviço. Acabei por contratar uma prestadora de serviço onde tive desembolsar bastante dinheiro, e foi difícil. Por quer eles não divulgam, é você se virar na divulgação e vendas.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Estou feliz em saber que as portas estejam se abrindo para autores nacionais, e que por nós estarmos conseguindo expandir nossas obras, ganhando mais a confiança dos leitores.

  1. Recentemente surgiram vários pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Acredito que o impulso causado pelas plataformas online do tipo wattpad, windbook, blogs, entre outras que tenha ajudado nesse boom, onde se tem autores com histórias boas, ruins, e desesperadoras, com um público fiel e que isso gera uma confiança no autor em lançar tais obras mesmo que de forma independente.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Acredito que isso é pelo fato de as editoras não apostarem muito na literatura nacional, logo emitindo poucas demandas de tais livros, o que gera um preço elevado, por causa das tributações, diferente de um livro que pegam de fora e que já tem uma fama no cenário internacional e apostam emitindo uma demanda elevada gerando o preço baixo do produto, logo prejudicando a literatura nacional e dando mais força a estrangeira. Bem, é como eu vejo.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

“O código da Vinci” e suas sequências, porque é muito bem articulado, genial e… Ah, fico sem palavras para expressar. É bem elaborado, cronograma perfeito e uma abordagem genial.

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

Sweet Dream – Marlin Manson

Never too later – 3 days Grace

Human race – 3 days grace

I hate everything about you – 3 days grace

Pain – 3 days grace

Faint – Link Park

Crawling – Link Park

Numb – Linkin Park

In the end – Link Park

Attack – 30 seconds to mars

Seven devils – Florence and the machine

Cloud nine – Evanescence

Bring me to life – Evanescence

Time like this – Foo Fighters

Best of you – Foo Fighters

Rape me – Nirvana

Smell like teen of the spirit – Nirvana

 Lullaby – Nickelback

Say something – A Great Big World

 Boulevard Of Broken Dreams – Green Day

Unwell – Matchbox Twenty

Mirrors – Justin Timberlake

The A team – Ed sheeran

Your Window pane – Kirsch & Bass

Kiss me – Ed sheeran

Iris – goo goo dolls

Beautiful soul – Jesse Mccartney

 Just the way you are – Bruno mars

Thank you – Simple plan

One – Ed sheeran

Equalize – Pitty

93 millions miles e I´m yours – Jason mraz

Stgmatized – The calling

Lego house – Ed sheeran

You and me – Lifehouse

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Sim, As vantagens de ser Invisível.

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Sim. A garota por quem me apaixonei, é meu próximo lançamento que conta a história de um garoto que decide ir morar com os avós e acaba por conhecer uma garota desatina que bagunça sua cabeça, e com o passar do tempo ele vai descobrindo que ela não é apenas desatina, mas também perdida por dentro, e é quando decide ajudá-la a se edificar, porém, até quando se faz o bem, existe um preço a se pagar. É um livro com linguagem jovem, mas que qualquer pessoa pode ler. Fala de superação, amor e dilemas que nos damos em alguns momentos da vida. E tem uma distopia, mas este prefiro deixar quieto até que eu o finalize.

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Sim. Acho de suma importância o trabalho que essas pessoas exercem, pois, ajuda na divulgação das obras e ajuda a alimentar a cultura. São pessoas que fazem total diferença no mundo literário. E é um trabalho tão cheio de força de vontade e ânimo que merecem todo nosso respeito e reconhecimento.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Dan Brown, Nicholas Sparks, e Eduardo Spohr.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Saber que suas obras estão ganhado voz no mundo. Que elas estão mudando vidas e reconhecimento do seu trabalho. O reconhecimento.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

A todos que lutam determinadamente para conquistarem seus sonhos mais desejados, e que são derrubados durante a caminhada, não desistam!

Cultivem e fortifiquem a força de vontade de conquistar o que querem para vocês, deixando ser maior que qualquer barreira que possa surgir durante a jornada até o sucesso.

Quer ser entrevistado por nossa equipe? Clique aqui!
 

14 Comentários

  1. Esse dai é patrão, vai ficar rico bem novim, e eu to é na torcida pelo sucesso dele. finalmente uma entrevista dada na tv. esse bicho é o cara.
    falowwww;

  2. Eu tô é no chão, tombada, caida, de queixo no chão, fernandinho tu tava na tv amigo, pensei que fosse mentira sua do dia 1 de abril, valha, foi demais, amo aquele seu livro da história do Natanael, o de suspense policial, parabéns, vc merece tudo isso, espero que venham mais entrevistas por aí meu amigo.

  3. Tá ricooooooooooo, kkkkkkkkkkk brincando amigo, amei te ver na tv ceará, mas.. era tu mesmo lá kkkkkkk pq nem parece vc é tão timido ao vivo. parabéns pelos livros, eu amo tiago e vitória, e toda a história de uma nova chance e da garota por quem me apaixonei, seus livros sao muito bom

  4. Macho vei tu é demais oh, pense num cearense desenrolado, vc tem potencial e vai longe. tem tudo para ser um grande escritor nacional e espero ainda ver algum filme dos seus livros, eles são fadahh demais mah.

  5. Lindo! Perfeito! você foi perfeito na tv nandinho! Exemplo de vida a seguir, o garoto pobre que foi negligenciado pelos pais e passou por muitos traumas e que não caiu no caminho ruim e segue sendo um exemplo de vida, você é demais. Merece tudo de bom desse mundo. tenho orgulho de ser sua amiga. torço pelo seu sucesso sempre

  6. Oi fernandinho, quero dizer que vc foi demais na sua entrevista na tv, sucesso garoto, você merece. você é um exemplo a seguir para a juventude.

  7. Fernando Mello esse é o nome do futuro escritor reconhecido na academia de letras do brasil.
    Parabéns pela sua entrevista no programa papo literário, você se garantiu. Seus livros são ótimos.

  8. Fernando macho tu é o cara! Sucesso para você sempre! Você tem futuro rapaz! Tv ceara foi uma ótima escolha ao lhe entrevistar

  9. Rapaz tu é cheio das facetas mesmo neh, quem ti viu quem ti ver garoto, um homem timido ser todo cheio das simpatias na frente das câmeras!
    Sucesso aê cara!
    Parabens!

  10. Parabéns!!!!!!!!!!!!!! Sua entrevista na tv ceará foi demais. Amigo, fiquei no chão, meu amigo meio autista super descolado na tv. amei. sucesso!!

  11. Eu te vi na Tv, nossa você foi demais, nunca pensei que um rapaz timido como você fosse tão desenrolado na frente das câmeras kkkkkkkkkkk amei, é um orgulho ter você como amigo e ter seus livros! Sucesso sempre!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here