Excursão Noturna – Soraya Abuchaim

0
457

“Não lhe escapou uma ironia: ele se interessava pelo terror puro, a agitação de uma perseguição, mas vivia uma vida monótona e sem graça (…) “.

(Soraya Abuchaim,  in: Excursão Noturna, 2015)

  Segundo o dicionário de significados, “Medo é um estado emocional que surge em resposta a consciência perante uma situação de eventual perigo”. Desde o pânico, que grosso modo, pode ser descrito como um medo patológico e desproporcional, passando pelas fobias, até mesmo as surpreendentes descobertas da neurociência sobre certos medos, como de aranhas e cobras, serem evolutivos e não aprendidos, várias áreas do conhecimento se ocupam para desvendar os mecanismos que fazem o ser humano sentir medo.

Entretanto, por que somos fascinados por filmes, livros e entretenimento que nos causam terror ou repulsa? A hipótese levantada pelos pesquisadores é que experimentar circunstâncias que provocam um medo em ambiente controlado, nos faz elaborar e reagir apropriadamente em situações reais de perigo (obrigada The Walking Dead por suas 8 temporadas me preparando para um ataque zumbi…rsrs).

Seja lá qual for o motivo, nós, amantes da literatura de terror, prontamente nos identificamos com Guilherme, o protagonista de Excursão Noturna. Aficionado por filmes de terror, Guilherme se desdobra para conseguir um ingresso para o exclusivo Castelo temático que será inaugurado por um grupo estrangeiro em São Paulo.

A autora utiliza uma das maiores cidades do mundo como pano de fundo para o seu conto narrado em terceira pessoa. São Paulo pode ser enigmática até mesmo para seus moradores, com seus arranha-céus cinzentos contrastando com as construções históricas muitas vezes abandonadas. Não é a toa que Guilherme se sente o ganhador do bilhete dourado da Fantástica Fábrica de Chocolate quando consegue uma das limitadas vagas na estreia quase secreta da atração. Quem não gostaria de testemunhar a revitalização de uma dessas mansões e ainda levar alguns sustos?

Além disso, quem não sente aquele friozinho no estômago ao conhecer pessoalmente os amigos virtuais, mesmo tendo interesses em comum? A temática atual do enredo é mais uma das proezas alcançada pela escrita de Soraya Abuchaim, fazendo com que Excursão Noturna agrade todos os tipos de leitores e, simultaneamente, seja um conto obrigatório para os amantes do terror. Afinal o Castelo do Horror paulista é digno de se tornar tema de uma temporada de American Horror Story (FX, 2011-2017). Sem sombra de dúvidas, eu assistiria… debaixo das cobertas e arriscando ter um pesadelo. Por que mesmo adoramos sentir medo?

 tatiana

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here