Dica de escritora: Roberta Souza fala sobre o livro ‘Eu Mato’, de Giorgio Faletti

0
820

Eu Mato. Giorgio Faletti. Editora Intrínseca

– A única coisa que nos diferencia é que quando acaba de falar com elas (as pessoas), você tem a possibilidade de se sentir cansado. Pode ir para casa e desligar a mente e todas as suas doenças. Eu não consigo dormir de noite, porque meu sofrimento nunca acaba.
– E nessas noites, o que faz para se livrar do seu sofrimento?
(…)
– “Eu mato…

Sinopse: Um agente do FBI e um detetive enfrentam um serial killer em Montecarlo, no glamoroso Principado de Mônaco. Trata-se do caso mais angustiante de suas carreiras. Para confundir a polícia, músicas são utilizadas como pistas dos crimes, cujas doses de barbárie e astúcia abatem e desnorteiam policiais, investigadores e psiquiatras.

O primeiro ataque vitima um piloto de Fórmula 1 e a filha de um general norte-americano. À medida que os crimes dominam as manchetes europeias, o assassino faz novas vítimas, entre elas um gênio da informática e um bailarino russo. Tragédias pessoais afetam e conectam os envolvidos nas investigações.

O autor mantém o suspense implacável mesmo depois de revelar a identidade do criminoso, quando é iniciada uma caçada para impedir novos ataques. Ao manipular perfis psicológicos singulares numa trama surpreendente, Giorgio Faletti conquista o leitor. Fãs aguardam ansiosamente uma versão cinematográfica do livro.

Opinião: Giorgio Faletti espelha maravilhosamente a alma humana nesta obra, se você gosta de romances eletrizantes leia este livro!

Um assassino está à solta em um dos locais mais bonitos e seguros do mundo, Montecarlo (Mônaco). Entre famosos, policiais, Djs, anônimos e um agente do FBI, pessoas aparecem mortas e o assassino se esconde no breu.

Vidas se cruzam e se perdem. Pegar este Serial Killer se torna vital.

É incrível como nos envolvemos com esta trama. Sentimos raiva, amor, dor, compaixão, medo, dúvida, um mix de sentimentos guiados pela escrita de Faletti.

Sobre o autor: Nascido em Asti, no Piemonte, em 1950, o italiano Giorgio Faletti, com formação em Direito, tornou-se cantor, compositor, ator e comediante. Em 2002, surpreendeu o público e a crítica com o grande sucesso de seu primeiro thriller, “Eu mato”, que vendeu mais de 4 milhões de cópias no mundo. Dois anos depois, lança seu segundo romance, “Niente di Vero Tranne gli Occhi”, que vendeu mais de 3 milhões e meio de cópias. Seus livros foram traduzidos para 25 idiomas e publicados com grande sucesso na Europa, América do Sul, China, Japão, Rússia e Estados Unidos.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here