Esposa 22 – Melanie Gideon

0
613

Esposa 22 conta a história de Alice Buckle,uma mulher de quarenta e quatro anos que está em crise no casamento,em crise com os filhos adolescentes e em crise de meia-idade.Quando recebe por email uma proposta para participar de uma pesquisa virtual sobre casamentos ela aceita.Alice então começa a trocar mensagens com o condutor da pesquisa:o Pesquisador 101.Mas as coisas começam a sair do eixo quando as mensagens entre Esposa 22 e Pesquisador 101 ficam cada vez mais íntimas.Com tanta coisa acontecendo em sua vida ao mesmo tempo, Alice agora terá que lidar com mais um problema:uma paixão virtual.Com isso seguimos acompanhando a vida de Alice,sua vida conjugal,os problemas de seus filhos adolescentes.Alice também tem grande amigos,que estão ali para o que der e vier.

Esposa 22 é daqueles livros leves,bem-humorados que nos fazem rir muito.

A protagonista Alice é uma mulher bem piradinha que se mete em muitas confusões hilárias.A autora soube conduzir o livro muito bem.Esse livro poderia se tornar entediante em algumas partes se não fossem as tiradas bem-humoradas em que a autora envolve os personagens e isso torna o livro uma leitura pra lá de agradável.E o mais interessante:a autora brinca e critica ao mesmo tempo os nossos costumes modernos ao envolver Alice com o mundo das redes sociais e outras multimídias.Torna-se cômico as partes em que Alice,a todo instante tecla no seu celular vendo e enviando mensagens nas redes sociais para saber o que seus amigos e familiares postaram nos últimos minutos.O quanto do nosso mundo hoje em dia é influenciado por isso.Tudo que se faz hoje em dia se posta nas redes sociais e é muito divertido ver um personagem de um livro fazendo isso.

 Frase dita pelo Pesquisador 101:

 “Tenho a sensação de que chegamos a um ponto em que nossas experiências,nossas lembranças,nossa vida inteira ,na verdade não são reais a menos que as publiquemos na internet.Será que vamos sentir falta da época em que éramos inacessíveis?”

 Alice tentando entrar em forma.

 “Quinze minutos mais tarde,Caroline Kilborn e eu estamos saindo pra correr.

Cinco minutos depois,Caroline Kilborn me pergunta se tenho asma.

Cinco segundos depois disso,digo a ela que esse chiado que estou fazendo se deve a alergias e ao fato das acácias terem acabado de florir e que talvez ela deva seguir adiante sem mim pois não quero atrapalhar seus exercícios.Quando Caroline some de vista ,torço o pé ao pisar numa pinha e caio num monte de folhas rezando_Por favor,não deixe que eu seja atropelada.

 Conversa antes do jantar na casa de Alice:

 “_Vegetariana ou carnívora hoje?_pergunto a Zoe,chegando à mesa com uma travessa de frango assado com batatas.

_Carnívora.

_Ótimo.Peito ou coxa?

Zoe ergue as sobrancelhas,enojada.

_Eu disse carnívora,não canibal.Peito ou coxa.É exatamente por isso que as pessoas viram vegetarianas.Deveriam inventar palavras diferentes para não ficar parecendo tão humano.

Suspiro.”

Alice pensando em como vem aumentando a distância entre ela e o marido,Willian.

 “Nosso principal meio de comunicação nos dias úteis são as mensagens de texto,e quase sempre temos a mesma conversa:

_Que horas você chega?

_Sete.

_Frango ou peixe?

_Frango.”

 Alice indo se depilar pela primeira vez.

 “__Nedra disse que você é rápida.E que não dói.

_Faço o melhor que posso.

Hilary mexe a panela de cera com um abaixador.

_Vamos dar uma olhadinha,vamos?_ela levanta a tanga de papel e solta um tsc.

_Tem alguém que não anda com a depilação em dia.

_Já faz um tempinho_digo.

_Quanto tempo?

_Quarenta e quatro anos.

Hilary arregala os olhos.”

 O livro todo é muito divertido,muito bom pra levantar o astral e dar boas risadas.Mas a autora inseriu um pequeno drama que volta e meia Alice se vê envolvida.A perda de sua mãe.Isso permeia a personagem o livro todo.A mãe de Alice morreu quando ela tinha quinze anos e tudo que ela queria é que sua mãe estivesse agora com ela para apoia-la em tudo na sua vida.Isso a afeta tanto que ela faz parte de um grupo de apoio de pessoas que também perderam a sua mãe.

 “O que todos no grupo sabem,o que não precisa ser explicado nem dito,é que ninguém vai nos amar como nossas mães nos amaram.Sim,somos e seremos amadas,por nossos pais,amigos,irmãos,tios,avós,cônjuges e filhos mas nunca experimentaremos aquele tipo de amor materno incondicional.”

 Esposa 22 é uma excelente leitura,que mistura comédia com o nosso mundo atual,cercado pela internet e redes sociais.Diversão garantida!

Resenha de João Soares, resenhista parceiro do Arca Literária

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here