Escrito sob fogo e sangue – Adrieni Yassine

0
624

Não é o tipo de romance que me atrai, mas ainda assim me aventurei a ler algo diferente. Digamos que não foi uma experiência agradável.

Colocar um trecho inteiro de uma das páginas da história na aba do livro para apresentá-lo, sem tirar nem colocar uma vírgula sequer foi nada bom. Cadê o poder de sinopse?

Erros de digitação…

Na narrativa, os habitantes do planeta terra estão destruindo o lugar onde vivem, acabando com meio ambiente. Um grupo de bruxas que habitam em outro plano é designado por Lanah, que representa a Ordem do Universo, que tudo comanda, para ajudar os humanos durante o período de 12 anos.

Nesse processo de ajuda, elas possuem algumas missões. A mais importante está em resgatar para o lado bom da magia Destroc, o cara que comanda tudo na terra e pertence ao lado negro da magia. Destroc e Kir (do lado branco) devem se unir (o bem e o mal), para que possam gerar um ser que representará a união das forças, o Redentor.

A história traz uma misturada de crenças religiosas. Não entendi o propósito.

A narrativa sobre as personagens por vezes é confusa, e você fica sem saber (pelo menos é o que eu senti) de quem se esta falando no momento.

Por se tratar de uma trilogia, é possível, e sinceramente isso precisa acontecer, que algumas lacunas sejam preenchidas nos próximos dois volumes.

Para quem curte histórias que envolva o sobrenatural, pode ser uma boa pedida.

Resenha de Renato Neres, resenhista do Arca Literária

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here