Ed. Revan

0
578

LUTA E MEMÓRIA: Maria Ciavatta – A preservação da memória histórica do Brasil e o resgate de pessoas e de documentos das garras da ditadura – Conta como foi organizado e realizado nos anos 1970, auge da ditadura militar, o trabalho de retirar de esconderijos no Brasil e levar para lugar seguro na Itália a biblioteca e os documentos históricos que constituíam os arquivos de Astrogildo Pereira, intelectual dedicado ao movimento operário e socialista, fundador do PCB. Três mulheres corajosas e incansáveis participaram da proeza: Marly Vianna, Zuleide Faria de Melo e Dora Henrique da Costa. No livro, elas dão depoimento para relatar os mil incidentes daquela empresa que possibilitou resgatar e preservar um patrimônio histórico do país.

NA CASA DA VOVÓ – (Tempos da ditadura): Francisco Doria – Físico-matemático de prestígio internacional, escritor, memorialista, o autor junta neste volume relatos de lembranças pessoais sobre episódios de que participou no período de ditadura militar. Parente e amigo de pessoas que participavam dos dois lados da trincheira, militares e perseguidos políticos, ele próprio um discreto ativista em favor da democracia, Francisco Doria entrega ao leitor um texto pleno, ao mesmo tempo, de emoção, verve e boa escrita.

MÍDIA E SISTEMA PENAL – As distorções da criminalização nos meios de comunicação: MARCUS ALAN DE MELO GOMES – Dentre tantos fatores que interferem na conformação do sistema penal, um é merecedor de especial atenção: a mídia. O olhar diferenciado se justifica pela penetração social que os meios de comunicação alcançaram na sociedade de massa, organizada segundo valores de consumo muito próprios, mas também e principalmente pela capacidade desses meios de comunicação de estabelecer uma agenda pública, construindo a realidade das pessoas. Desse modo, a mídia define o objeto do conhecimento público, de acordo com critérios seus e relevância medida por interesses também seus. No livro, o autor Marcus Alan parte de conceitos como mass media, indústria cultural, sociedade de massa e sociedade do espetáculo para mostrar como os meios de comunicação podem assumir o papel do sistema penal e se transformar em supraparlamento, suprapolícia e suprajuiz, criando, culpando e condenando “criminosos”.

Conheça outros lançamentos no site da Ed. Revan

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here