Desde o Primeiro Instante – Mhairi Mcfarlane

0
470

E será verdade, ainda que cruel, que todo mundo decente já foi escolhido? Como se almas gêmeas resultassem de uma grande promoção de janeiro do tipo “quem chegar primeiro leva os melhores”. Se comprar errado e precisar devolver, vai ter de escolher entre os itens que ninguém quis.”

O livro conta em primeira pessoa a história da meiga Rachel, jornalista no Tribunal de Manchester, tem uma vida normal e sem graça que divide entre trabalho, amigos que mantém contato desde a faculdade e o relacionamento de treze anos com o Rhys. Após perceber que seu relacionamento estava baseado na maneira com que seu noivo a manipulava constantemente, Rachel decide romper o noivado e mudar sua vida de ponta cabeça.

 Eis que nesse meio surgem as saídas e festas com os seus grandes amigos. Afinal como em toda história de amor meio clichê nada melhor que festas, rever amizades e beber um pouco para esquecer o que deu errado na vida. Mas o que ela não esperava era se ver numa avalanche de sensações após reencontrar o doce e amigo de todas as horas: Ben. Ele sempre foi o melhor amigo dela da época da faculdade, eles não se desgrudavam e ambos tinham sentimentos que nunca contaram a ninguém ao longo dos 10 anos em que estiveram separados.

A esse encontro vemos uma Rachel cheia de atitudes joviais demais para seus trinta nos, ela meio que se veste de uma adolescência simples e gostosa, onde ela faz meios e maneiras de encontrar com ele novamente. E descobre o que a deixa com o gostinho de “cheguei tarde”. Ben estava casado, e ao que parecia muito bem casado. Rachel se encontra com um dos seus maiores medos: o futuro que chegou. E como lidar com esse sentimento?

 “Achava que tudo se encaixaria. Mas mudei minha maneira de pensar. Se você não faz nada, nada acontece. A vida envolve decisões. Você as toma ou elas são tomadas por alguém, mas não é possível evitá-las.”

 De um lado, sente que a antiga paixão de faculdade pelo Ben voltara, do outro sua vida que toma muitos rumos desafiantes e se ex-noivo que ainda acredita que possam voltar e casar. Aqui o livro se mistura com cenas de passado e presente, onde vivemos com ela a paixonite e a incerteza do que fazer a seguir.

 Mas não pensem que o livro se resume ao romance dela, seguem também as dificuldades de seus amigos, os problemas no trabalho com a chegada de uma nova jornalista espertinha e ainda, a presença de Ben com seu sorriso perfeito, tudo perfeito mas o casamento entre eles.

 Eu particularmente achei o livro bem gostoso de se ler, nada mais de novidade em termos de literatura; um livro com uma história clichê, mas bastante agradável. Indico para quem quiser ler como livro de férias (apesar das 464 páginas ele flui bem). Um romance mais adolescente do que jovial, ao meu ver.  Senti falta de um romance mais adulto, com personagens mais densos, mas isso não atrapalhou a leitura.

 Fiquei bastante irritada com alguns erros na edição e falta de palavras que deixavam a frase meio dúbia. Onde deveria ter a palavra NÃO ela era esquecida e apenas lendo com atenção percebíamos a sua falta. Não sei se foi erro da NC ou da tradução.

 No mais fica a dica para quem está procurando um livro com uma pegada leve e jovem.

 O LIVRO EM UMA PALAVRA: LEVE

MINHA NOTA: 3 (numa escala de 5)

PERSONAGENS: 3 (poderiam ser mais intensos)

CAPA: 4 (Simples e bonita)

DIAGRAMAÇÃO: 3 (omissão de palavras e erros gramaticais)

ESTÓRIA: 3 (poderia ser mais densa e com mais cenas de clímax)

Resenha de Adriana Tavares, resenhista do Arca Literária e do Volto pra Curtir

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here