Descanse em paz meu amor – Pedro Bandeira

2
543

Este livro me foi indicado na época de escola, eu sempre fui muito exigente com minhas leituras, porém, o autor me deixou pasma e surpresa, hoje virou herança e até mesmo minha filha já leu o mesmo livro. Indaguei-me há alguns dias: Será que uma releitura dele me faria sentir o mesmo que senti da primeira vez?A resposta como já diz uma musiqueta infantil “Quem tem medo do lobo mal?”.

O conto fala sobre seis jovens amigos, Geraldo, Ludmila, Débora, Sílvio, Márcia e Alexandre, que foram passar as férias em um casaram, porém são surpreendidos por um mal tempo daqueles, obrigando-os a ficarem na casa e o pior sem energia elétrica; coisas assustadoras aconteceram, mas nenhum deles quer falar á respeito até a chegada do nosso encantador protagonista Alexandre, que com seu ceticismo acaba aguçando a criatividade dos demais, resolvendo passar o tempo contando historias de horror entrando em contato com o mundo desconhecido do sobrenatural que seu amigo tanto nega a existência.

Quem nunca aproveitou a falta de energia para brincar de sombras com a luz de velas ou mesmo contar historinhas junto a seus familiares e amigos, não sabe como é divertido e o tempo passa despercebido. Nessa historia criada por Pedro Bandeira, nos deparamos com o normal, nada além de adolescentes que querem passar o tempo e se divertir juntos; a diferença se cria na abordagem que gera a ilusão de um conto banal, circundando o leitor de mistérios quase que imperceptível, o linguajar utilizado e a forma de escrever tornam a leitura prazerosa e nada enfadonha entrando em contraste com a ilustração criada por Marcelo Martins, caminhando ambos no mesmo ritmo e construindo em dosagem certa o clima de suspense e terror que envolve o leitor em uma teia de aranha. A capa também nos leva a crer que seria um livro de tema batido para falar sobre o amor na adolescência; sim neste livro também tem romance, mas a forma como é tratado o assunto faz toda a diferença. Em doses homeopáticas o casal Alexandre e Márcia mostra que o amor vai além do que conhecemos, em contra ponto seus amigos cuidam perfeitamente do suspense, alternando entre si, suas historietas de terror compondo um clímax para um final mais que surpreendente.

Enfim, Descanse em Paz Meu Amor é uma literatura dos anos 90, mas que ainda tem seu charme ativo nos tempos atuais, garantindo muito susto e entretenimento para o leitor.

 signature

2 Comentários

  1. Ler você é ter a certeza de que, o que nos é intrínseco, permanece em nós, Imutável!!!
    É feito a Alma Imortal que habita a pedra bruta, e lá permanece, mesmo após a lapidação!!!
    Nada e nem ninguém é capaz de tocá-la.
    Apenas limpar a Moldura para que Ela possa Brilhar Esplendorosa!!!
    Lendo você, faz um tempo, descobri “… quem herdará Minhas Jóias”?

  2. Ler você, é ter a certeza de que a tecnologia veio agilizar o envio e o recebimento das mensagens.
    Entretanto, o que nos é intrínseco permanece em nós… assim, feito a Alma que mora no interior da pedra bruta e lá permanece após a lapidação!
    Nada e nem ninguém é capaz de tocar sua Essência Sagrada… apenas limpar a moldura, para que Ela se mostre em todo seu Esplendor!!!
    Já descobri, faz um tempo, “… quem herdará Minhas Jóias”
    Com a Minha Admiração
    Adda.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here