De Volta a Cidade do Vampiro – Francisco Scatollin

0
796

Eu, para quem ainda não sabe, detesto ler PDF, tenho problemas com qualquer versão virtual para leitura, pois quando passo muito tempo lendo no PC, eu fico tonta (graças a bendita labirintite). Mas não posso negar que já li alguns mangás e quadrinhos curtos nesse formato, além de livros com poucas páginas.

Mas há livros que vale a pena esse esforço e o livro “De Volta a Cidade do Vampiro” é um desses. Nas primeiras páginas o autor conseguiu arrebatar meu coração com sua narração deslumbrantemente estruturada.

Abri logo o livro quando enviado a mim, (porque sempre faço isso quando recebo algo). E logo quando abri o livro e li o primeiro parágrafo, não consegui mais parar de ler até terminá-lo por completo.

Sinopse: A figura lendária do vampiro é mais uma vez retratada neste romance, que a insere no contexto de Serrópolis, uma fictícia cidadezinha do interior. O mote da história é a chegada do misterioso Ludovico, que compra a mansão da tradicional família Pereira Inácio e se instala, vivendo recluso tendo apenas a companhia de Lurdes, ex-dona da casa que passa a servi-lo. O cotidiano da cidade se altera com a chegada do novo habitante, e as intrigas familiares em meio às disputas pela liderança política abrem espaço para que a influência de Ludovico se espalhe por todos os aspectos da vida de Serrópolis.

Tem poucas páginas, por volta de 140 ao todo. É pouco (já que, quando leio algo, leio em média 100 paginas por dia), mas eu demorei um pouco mais de 5 dias, porque além de querer render a leitura maravilhosa que o autor Francisco me proporcionou, o problema de ler e-book atrapalhou um bocado, mas isso não diminuiu o encanto que tive com a narrativa.

De Volta a Cidade do Vampiro tem uma narrativa rápida e envolvente, como se fosse um conto, onde todos os acontecimentos são descritos de forma rápida, sem muita enrolação e que sempre está acontecendo algo. Diferente do que eu sempre noto em livros ultimamente, que tem momentos em que nada acontece, esse é diferente, nunca fica na mesmice de um dia comum. Francisco consegue segurar muito bem o clímax e o suspense, deixando sempre algo para o leitor mais atento descobrir. É um livro que mistura suspense com seres sobrenaturais, fugindo um pouco do modo fantasia que os vampiros tem se apresentado nas leituras mais comuns atualmente.

Não quero contar muito, para não estragar as possíveis revira-voltas que tem no enredo, mas nada pode parecer o que é mostrado em primeira instancia. Francisco, apesar de está iniciando no mundo literário com essa obra independente, ele consegue ser altamente satisfatório em sustentar o mistério até o ultimo minuto no livro.

Escrito por Miaka Freitas, resenhista da Arca Literária e dona do Blog Um Sofá À Lareira

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here