David Gonçalves

David Gonçalves

2 299
  1. beställa Viagra på faktura Fale-nos um pouco de você.

DAVID GONÇALVES:  Sou filho de pequenos agricultores. Professor de Teoria da Literatura e Literatura Brasileira. Desde os 14 anos, dedico-me à literatura.

  1. e vere che si fanno i soldi con autopzionibinarie O que vc fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

DAVID GONÇALVES: Professor universitário e consultor de empresas, nas áreas de comunicação e marketing.

  1. binäre optionen illegal Qual a melhor coisa em escrever?

DAVID GONÇALVES: O processo da criação; dedicar-se a algo novo, ou já visto, mas com outro olhar, e transmitir valores e conhecimento através dos textos.

  1. binäre optionen test broker Você tem um cantinho especial para escrever? 

DAVID GONÇALVES: Não. Quando me dedico a uma obra, seja conto ou romance, minha mente trabalha de forma contínua, e qualquer lugar é propício.

  1. Tastylia Oral Strip no prescription Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

DAVID GONÇALVES: Conto e romance. Mas já me aventurei em outros gêneros. Entretanto, mantenho o foco nas narrativas curtas e longas.

  1. binära optioner robot Fale-nos um pouco sobre seu(s) livro(s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

DAVID GONÇALVES: Sou um observador contínuo. Na maior parte, escrevo sobre o homem da terra, o êxodo rural – os boias-frias, os sem-terras, esses problemas não-resolvidos no país.

  1. trading opzioni binarie cos///////\\\'è Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

DAVID GONÇALVES: Vivência e análise. Para escrever o romance “Sangue verde”, comecei a visitar o Cerrado e a Amazônia em 1975. Não como turista, mas como alguém que queria entender todo aquele universo. Somente de 2008 a 2014, escrevi a obra.

DAVID GONÇALVES: Hoje, não. Mas, no começo, recebi influências de diversos autores: Monteiro Lobato, Graciliano Ramos, Machado de Assis, Mário Palmério, Guimarães Rosa, etc.

  1. iq option si guadagna Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

DAVID GONÇALVES:  Hoje, não. Mas, no começo, recebi influências de diversos autores: Monteiro Lobato, Graciliano Ramos, Machado de Assis, Mário Palmério, Guimarães Rosa, etc.

  1. wie viel einzahlen bei anyoption Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

DAVID GONÇALVES: Muitas dificuldades. Sou da geração do mimeógrafo, onde os novos e periféricos escritores tinham inúmeras dificuldades para editar.

  1. can i get pregnant while taking premarin O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

DAVID GONÇALVES: Continuamos com os velhos problemas. Muitos escritores e poucos leitores. E, quem lê, aprecia os autores estrangeiros, por vezes sem qualidade literária.

  1. binary option forex signals Recentemente surgiram vários pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

DAVID GONÇALVES: Acho que o tempo seleciona. Por exemplo, o meu primeiro romance – “As flores que o chapadão não deu”, 1972 – foi recolhido pelo regime militar e ficou 16 anos engavetado. Depois, foi reeditado e já está com diversas edições e estudos. O tempo seleciona.

  1. opcje binarne urząd skarbowy Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

DAVID GONÇALVES: Acho caros. Porque a edição é restrita. I isso está ligado a duas coisas, pelo menos: os leitores brasileiros gostam de autores estrangeiros e a não ter o hábito de leitura. Com a Internet, então, a coisa desandou: quase ninguém está lendo texto com mais de três linhas… Neste caso, estou indo na contramão: “Sangue verde” tem 400 páginas. O novo romance que está sendo editado tem 460 páginas.

  1. opzioni binarie su azioni italia Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

DAVID GONÇALVES: Tem muitos. Mas cito apenas dois: “Cem anos de solidão” e “Grande sertão: veredas”.

  1. mäklare för binära optioner Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da musica + cantor)

DAVID GONÇALVES: As boas músicas de Luiz Gonzaga, Tonico e Tinoco e Vila-Lobos.

  1. binaire opties verlies Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

DAVID GONÇALVES:  “A montanha mágica”, de Thomas Man.

  1. best binary options strategy pdf Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

DAVID GONÇALVES: Estou preparando um livro de contos. Uns vinte contos. Ainda me sinto cansado mentalmente depois desse novo romance.

  1. iq optione Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

DAVID GONÇALVES: Não acompanho. Ma há diversos estudos críticos sobre minha obra, teses de mestrado, doutorado, artigos, crônicas…

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

DAVID GONÇALVES: Há diversos… principalmente aqueles que já leram toda a obra.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

DAVID GONÇALVES: Criar, recriar, expandir a mente.

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

DAVID GONÇALVES: Leitura de bons livros – tanto de brasileiros como da Literatura Universal, e perseverança. O bom livro nem sempre é amigo da fama imediata.

OBRAS PUBLICADAS:

As flores que o chapadão não deu, romance

Geração viva, contos

Terra braba, romance

O campeão, romance

O rei da estrada.romance

O sol dos trópicos, romance

Acima do chão, romance

O homem que só tinha segunda-feira, contos

Até sangrar, contos

O assassino da rua 1.500, contos

Adorável Margarida, contos

Águas de outono, romance

Pó e sombra, romance

Paixão cega, romance

Entrem e sejam bem-vindos, contos

A princesa e o anjo negro, contos

Bico de ouro, conto

Bola de fogo, contos

Fábulas de sucesso, contos

Os caçadores de aranhas, romance

Sangue verde, romance

Artigos similares

0 40

0 46

0 70

2 Comentários

  1. obrigado pelo espaço da entrevista; precisamos de revista como A Arca Literária, que fomenta e multiplica o gosto da boa leitura. Afinal, Literatura não é perfumaria. Mas alguma coisa que fomenta e expande a mente e nos deixa mais humanos.
    David Gonçalves

Deixe um comentário