Daisy Está Na Cidade – Rachael Gibson

0
222

O livro Daisy Está na Cidade faz parte da série Lovett, estou lendo todos os da autora, mas não me prendi a ordem, fui pela capa literalmente.

Vamos a história Daisy ficou viúva e volta para sua cidade natal, Lovett, no Texas, com uma missão bem específica. Ela precisa lhe contar um segredo do passado ao seu antigo amor dos tempos do colégio o Jack, mas ele não está nem um pouco interessado em lhe escutar. O clima entre eles é tenso e pouco amigável. Passaram-se 15 anos desde sua última visita a cidade e muita coisa aconteceu e mudou, menos sua mãe, que continua muito maluca, faladeira, e que ainda conserva flamingos de plástico no jardim da casa. Sua irmã mais nova, Lily, tem problemas no casamento, foi deixada pelo marido com um filho e uma conta bancaria vazia.

O retorno é cheio de reencontros com velhos conhecidos e problemas surgem ao longo dessa visita que seria rápida.

Daisy tenta de todas as formas possíveis falar com Jack, mas só encontra resistência por parte dele. Ele se transformou num solteirão desejado, bem-sucedido, e como todos os homens de sua família, apaixonado por carros. Ele fez da paixão por carros um negócio, possui uma oficina especializada em restaurar carros clássicos.

A tensão entre ele e Daisy é palpável. É como se não houvesse passado nem um dia desde que se separaram. Por um acaso do destino eles se separaram e Daisy casou com o melhor amigo de Jack. Algo que ele nunca perdoou.

Os erros da juventude se arrastam para a vida adulta é essa a única certeza que temos. Daisy errou, mas teve seus motivos, era jovem, inexperiente e teve muito medo de ficar sozinha.

Nesse livro o mais importante é esquecer o passado e viver o presente. Os segredos afastaram duas pessoas, que se amavam para as reunir no presente.

Os personagens são cativantes e divertidos, em alguns momentos dá para rir e ficar tensa. Gostei também do modo que a Rachel Gibson, encaixa os personagens secundários como o irmão do Jack, o Billy, e seus filhos. E o filho da Daisy, o Nathan.

No livro “Sempre ao seu lado”, da autora também, percebi que outras histórias surgiriam por esse seu estilo. Minha nota? 5 Beijos mordidos!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here