Cada um vive como quer – Rodrigo Bentivenha

0
891

Enzo sempre teve um relacionamento conturbado com sua família e o fato de seu pai tê-los deixado para viver com outra mulher agravou ainda mais as coisas. Um belo dia seu pai aparece em sua casa, depois de anos sem dar notícia. Velhos conflitos do passado voltam a tona, ao mesmo tempo em que Enzo procura dar um rumo a sua vida pessoal e profissional, além de tentar, junto com seus irmãos, resolver as tais questões de família.
Enzo sempre teve um relacionamento conturbado com sua família e o fato de seu pai tê-los deixado para viver com outra mulher agravou ainda mais as coisas. Um belo dia seu pai aparece em sua casa, depois de anos sem dar notícia. Velhos conflitos do passado voltam a tona, ao mesmo tempo em que Enzo procura dar um rumo a sua vida pessoal e profissional, além de tentar, junto com seus irmãos, resolver as tais questões de família.
Cada Um Vive Como Quer é um livro nacional, escrito por Rodrigo Bentivenha, que conta a história de Enzo, um rapaz cheio de problemas, sendo o principal deles, a sua família, com quem infelizmente nunca se deu muito bem, por pensar e agir diferente do esperado, sendo assim a “ovelha negra”.
Há cerca de 6 anos, seu pai, a pessoa com quem mais tinha problemas, abandonou sua família para ir morar com outra mulher, sumindo da vida de todos. Porém uma visita inesperada do velho Norberto, traz a tona muitas conturbações e fantasmas do passado, abalando a estrutura dos irmão Cantagagli. A partir de então, Enzo precisará colocar na mesa todos os problemas e tentar resolve-los, à sua maneira.
Preciso dizer que eu não fazia ideia da história em que mergulharia quando recebi a proposta para resenhar a obra, mas decidi pegar mesmo assim, afinal, adoro me surpreender e realmente, fiz a escolha certa, pois se tem uma coisa que eu fiquei, foi surpresa!
A capa do livro foi a primeira coisa que me intrigou, pois apesar de ser bonita, não dava “dica” alguma do que eu encontraria no miolo, como a maioria das capas fazem, porém, ficou linda na minha estante, isso tenho que assumir.
Algo que me chamou a atenção nesta obra, foi a maneira como o autor tratou, ao longo de cada capítulo, alguns assuntos bem comuns do cotidiano como a educação, política, religião e claro, família sempre da sua maneira, deixando bem claro seu ponto de vista sobre cada um. Uma boa e única visão do mundo, de acordo com sua concepção.
Há também na obra, o que sem dúvida me prendeu, citações de bandas de Rock, Heavy Metal, entre outros, dando ótimas dicas para adicionarmos a nossa playlist, assim como algum eventos citados onde nosso personagem se aventurou diversas vezes, além de acontecimentos reais que marcaram nosso Brasil a pouco tempo.
A escrita de Rodrigo também merece nossa atenção, já que ele consegue falar diretamente com o leitor sem perder o ritmo em momento nenhum, tendo uma escrita simples, de fácil entendimento, sem deixar de engrandecer nosso vocabulário.
É uma obra enriquecedora, com um toque cultural incrível, que nos traz também uma boa lição, um modo melhor de ver e viver, livre, a sua maneira, sendo sempre você mesmo, não se importando com a opinião dos outros. Não guarde mágoas, não desista, não tenha preconceitos, apenas viva!

Adquira o livro aqui

 Quer ser entrevistado pelo Arca Literária? Clique aqui e saiba como!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here