Bile Negra – Alexandre Loch

0
639

Sinopse:  A angústia é inerente a todo ser humano. Mas como falar dela? Como mostrá-la? Como explicá-la a alguém? Bile Negra é uma tentativa de trazer à tona, de colocar em palavras esta sensação familiar a todo indivíduo.
Ao contar a história de Iago, um jovem recém-chegado à cidade grande, o livro expõe as questões existenciais de alguém se degladiando com seus próprios vazios. Sob a perspectiva de sessões de terapia, o personagem aos poucos vai expondo suas entranhas repletas de conflitos e emoções em ebulição.
A narrativa conduz o leitor aos cantos mais sombrios da alma, explorando-o através de seus diversos personagens aparecendo na cidade erraticamente ao longo da trama, na medida em que se encontram com o protagonista.
Bile Negra é uma grande sessão de terapia; convida o leitor à reflexão pessoal e partilha as questões existenciais às quais estamos submetidos devido à sociedade na qual vivemos. Iago nos oferece alternativas, algumas erradas outras acertadas, para lidar com esta angústia.


Resenha: Estamos falando de um livro forte e denso, uma leitura para pessoas sensíveis e que gostem de entrar em contato com pensamentos mais profundos e repensar sobre a própria existência. O livro Bile Negra de Alexandre Loch é uma tentativa de trazer à tona e de traduzir esta sensação que todo indivíduo tem, do vazio, da busca interna. Alexandre Loch é Médico Psiquiatra e Filósofo, Psicanalista e Psicodramatista.

O título Bile Negra se deve a teoria dos quatro humores, conhecida através Hipócrates, dentre as quatro biles está a bile negra. Esta, quando em desequilíbrio, gera melancolia e outros estados de angústia, tão conhecidos da sociedade moderna. Já que angústia é inerente a todo ser humano, o livro Bile Negra funciona como um portal que nos remete às janelas da própria existência e às próprias angústias. A cada página, um novo mergulho em nossos medos, pensamentos e angústias.

A história se desenvolve por partes: Parte I / Tormenta, no cenário do consultório, onde Iago faz seu tratamento psicológico. Na parte II, /Vazio, Iago em cenários diferentes. Por fim, a última parte: Libertação, onde Iago consegue compreender-se, entendendo cada dor que ele sentia.  O personagem principal é Iago, um jovem recém-chegado à cidade grande. A história se desenvolve através das questões existenciais e com os próprios vazios de Iago. Através das sessões de terapia, o personagem vai entrando em contato com seus medos e angústias. A narrativa se desenvolve levando o personagem à encontros e lacunas que estão internamente dentro dele. É narrado em primeira pessoa, onde é exposto de forma visceral, os medos, horrores, os pensamentos e às conclusões de Iago.
O livro Bile Negra nos parece uma tentativa de colocar em palavras, as diversas formas que a angústia humana se manifesta interna e externamente nas pessoas. Sem dúvidas esse é um livro que dá uma “sacudida” em quem lê, talvez porque alguns dilemas do personagem podem se confundir com as nossas angústias e nossos medos. O mergulho no profundo e interno se torna inevitável. O livro Bile Negra visto pela ótica do leitor, o convida à reflexão pessoal e partilha as questões existenciais às quais estamos submetidos no meio em que vivemos.  Apesar de ser Psicóloga, de formação Existencialista, acostumada em me deparar com estados de angústia e melancolia, esse pequeno livro me surpreendeu! O indico para pessoas interessadas em se aprofundar em seus próprios pensamentos e repensar sobre si mesmo! Leitura Recomendada!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here