Bem Casados – Nora Roberts

2
697

Hoje venho com a resenha do terceiro livro da série o quarteto de noivas. Dessa vez a história é focada em Laurel, a doceira da agência Votos.

No prólogo, ficamos sabendo como Laurel, conseguiu ir para a faculdade de culinária, que era seu sonho, pois se dependesse de sua família que estava quebrada, ela não poderia realizar esse sonho.

“Não, não vai. – Mais uma vez, a Sra. G. lhe apontou um dedo. – Agora, é melhor uma garota de sua idade em Nova York ser esperta e cuidadosa. E, pelo que soube, se você quiser se dar bem naquela faculdade, tem de se esforçar muito. É muito mais do que fazer biscoitos e coberturas bonitas.”

Laurel tinha sucesso em sua vida profissional, fazendo bolos que além de lindos, são deliciosos, fora as comidas e outros doces, mas sua vida amorosa é estagnada, pois desde que conheceu Del, irmão de sua amiga Parker, se apaixonou perdidamente por ele, mas nunca demonstrou isso para ninguém.

Laurel faz um favor a Del, uma encomenda de última hora e ficou super irritada quando ele queria lhe pagar por esse favor, fazendo-a tomar uma atitude que lhe deixou desconcertado, pois ela queria lhe provar várias coisas ao mesmo tempo.

“Ela tentava não focar muito nisso. Um cronograma insano de casamento no verão a ajudou a não pensar no que fizera, pelo menos em quatro a cada cinco minutos. Só que grande parte do seu trabalho era solitária e lhe dava tempo demais para pensar e se perguntar como poderia ter feito algo tão estúpido.”

 Ela conta para as suas amigas o que fez com Del, então Parker acaba se perguntando como nunca viu o interesse da sua amiga em seu irmão.

Os dois não param de pensar naquele beijo e Del, que nunca tinha reparado realmente em Laurel, pois não se permitia fazer isso, não consegue parar de pensar nela, fazendo-o retribuir o beijo em outra ocasião, conseguindo assim ver aquilo que ela tanto escondia.

Del resolve propor para Laurel, que deixe o relacionamento seguir o fluxo, ir devagar, para saber o que sentem um pelo outro e ela concorda.

Enquanto isso Mal, o amigo mecânico de Del se aproxima de Parker, deixando-a desconfortável com a situação, mas ela não deixa de reparar em sua beleza.

Finalmente chegam as férias do quarteto de amigas, com seus namorados e Mal. Mesmo no paraíso, Laurel continua com a sensação estranha, após a jararaca da Linda (mãe de Mac) uns dias antes falar umas coisas que a desconcertaram. Del, usando Emma, acaba descobrindo tudo o que Linda disse e como sempre tenta resolver tudo, vai falar com Laurel, causando sua ira.

Chorei como Del conserta tudo, eles são parecidos demais e isso me chamou bastante atenção da história.

 Até agora esse é o melhor livro do quarteto de noivas.

O enredo é o mais elaborado e Laurel é bem determinada, fala o que pensa e é bem explosiva. Acompanhando as receitas dela, engordei uns vinte quilos.

Os personagens estão mais cativantes do que antes, formando uma grande família.

Laurel é a personagem no qual a história é focada. Ela é filha de pais separados, mas nunca aceitou como seu pai resolveu sua vida. Desde sempre é apaixonada por Del e não sabia como lhe dar esse sentimento, pois tinha certeza de que ele só a via como uma irmã, até que algo muda.

Del, irmão de Parker, que sempre viu todas como sua irmã perde um pouco o rumo por não demonstrar que ama Laurel da forma certa.

Mac continua fazendo suas fotografias e está nos preparativos de seu casamento com Carter.

Carter continua super fofo, além de um homem para todas as horas, é super companheiro e está sempre ajudando sua amada.

Emma, arrasando nas decorações, agora está radiante por poder pensar nos preparativos de seu casamento com Jack.

Jack mudou bastante após assumir seu amor e compromisso com Emma, ficou mais espontâneo. Gostei muito dessa mudança.

Parker continua trabalhando incansavelmente para ter tudo organizado, mas vê que está ficando incomodada com as cantadas e investidas de Mal.

A narrativa é rápida, fluída, contagiante.

A diagramação está perfeita, mas infelizmente encontrei alguns erros de revisão.

Resenha de Michelle Ladislau, resenhista do Arca Literária e do blog As Leituras da Mila

2 Comentários

  1. Oiiie,

    Eu sou apaixonada por essa série, li todos, e também amei a Laurel, é meio difícil eu falar qual é o meu preferido, porque todos tem a sua singularidade. Cada personagem do quarteto tem suas qualidades e defeitos, que fazem ser únicas. Adorei o jeito da Laurel de querer ser independente e não levar desaforo pra casa. O Del, é um amor, todo bem sucedido, cuida da irmã e das amigas, e ainda tem tempo de ser muito gato kkk Amei, eu espero ler novamente.

    Bjs

  2. Pra mim, o melhor livro ainda continua sendo Álbum de Casamento. Sério, Carter é um fofo, o cara que mesmo aos 30 anos, ainda fica nervoso frente à paixão de sua adolescência ?
    Bem-casados é meu segundo favorito. Gostei de Laurel logo de cara. Não leva desaforo e ainda tem aquele jeito abrupto, até mal educado, que me fez rir. E o melhor foi ela mostrando a Del que não era irmãzinha dele ?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here