Bagulho – Muniz Sodré

0
711

Bagulho” é uma novela policial escrita pelo jornalista e professor baiano Muniz Sodré. Publicado pela Editora Revan em 2016, o livro possui 191 páginas divididas em treze capítulos.

A historia se passa no Rio de Janeiro e gira em torno do policial Timóteo Sete. Ele é negro, alto, forte, características comuns a quem exerce essa profissão. Ele é designado a acompanhar e fazer a segurança do espanhol Juan Mario Infante Trigón Cid de los Páramos, que vem ao Brasil realizar entrevistas para um relatório sobre criminalidade infantil na Cidade Maravilhosa.

Os dois estão parados dentro um carro, à noite, numa região de pouco movimento a espera do Bagulho, garoto de 17 anos que irá contribuir para o trabalho do espanhol. O garoto chega, se afasta com o espanhol, e algo que não estava nos planos acontece. Caberá ao Timóteo Sete solucionar essa questão.

O livro é narrado em primeira pessoa, e isso em determinados momentos atrapalha a compreensão. Algumas falas de outros personagens acabam se fundindo com a fala do próprio personagem-narrador.

Em meio ao ambiente policial, ao mundo do tráfico, à religiosidade e aos ensinamentos de seu avô, Timóteo Sete se destaca por ser um “tira” diferenciado, o que causa espanto ao espanhol ao constatar isso. Ele fala inglês, entende espanhol, tem conhecimento de fatos históricos e políticos de alguns países, e manja de poesia. São características que se contrapõem à ideia pré-concebida sobre o intelecto de um homem negro da polícia.

Apesar da boa proposta da obra, eu não me senti envolvido. Achei algumas partes vazias, algumas descrições demoradas, outras desnecessárias. O personagem Bagulho, exatamente por ter dado nome ao título, poderia ter um foco mais enraizado.

signature

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here