Amber House – Kelly Moore, Tucker Reed, Larkin Reed

0
550

Amber House, thriller com autoria de Kelly Moore, Tucker Reed e Larkin Reed, acompanhamos a história de Sarah Parsons.

Hamber House com certeza me surpreendeu, eu tinha algumas expectativas quanto a história, mas quando comecei a ler tive uma surpresa.

Comecei e não parei mais, entrei a fundo na história de Sarah Parsons e sua família que cultiva muitos segredos sobre Amber House.

Até então um lugar desconhecido para Sarah, mas que aos poucos começa a revelar segredos surpreendentes de seus antepassados.

Uma casa que pertenceu a sua família por três gerações, e que agora se revelará a Sarah com todos seus segredos mais obscuros vindo à tona.

Até então ela é uma menina normal de 16 anos, com uma mãe que traz os filhos a rédeas curtas, o pai um médico recentemente separado trabalha no hospital longe da família.

O que ela não sabia até ir para Hamber House depois da morte de sua avó era que descobriria seu dom, o de tocar nas coisas e ter visões do passado.

Até então ela começa a vasculhar melhor a casa, que por sinal é enorme e guarda coisas bem sinistras de seus antepassados.

Onde com a ajuda de Jackson um garoto que reside nas terras de Hamber house com sua avó que além de amiga cuidava da falecida avó de Sarah.

Através de suas visões, uma série de enigmas começam a aparecer e Sarah se depara com segredos a ser desvendados.

Enquanto subia as escadas rumo ao quarto florido, ia pensando que Amber House estava repleta não só com o passado, mas também com os estilhaços das vidas das pessoas, ainda afiados e cortantes. E quando a gente roçava neles, eles feriam.”

Mas Sarah começa a decifrar os acontecimentos, depois que acha os diários de sua antepassada e ali ela descobre acontecimentos que ela viu em suas visões.

Sarah com certeza é uma personagem forte e destemida, intensa para se dizer não se deixa intimidar pelas visões e segue em frente com ajuda de seu irmãozinho Sam e Jackson.

Amei todas as personagens, todos num contexto bem preparado até mesmo os secundários que aparecem na história.

É o primeiro livro que leio onde a autora se baseia na casa, como personagem principal e mais ainda por conter um mobiliário de antiguidades uma decoração que fiquei imaginando durante a leitura.

O que mais faz a história ficar especial é que ali ela guarda segredos que durante a leitura você vai se fascinando e fazendo parte dela.

Não consigo imaginar ficar sem ler o próximo livro, e dar continuação nessa empolgante história estou maravilhada mesmo.

“A escuridão me envolveu como as águas de uma enchente. Foi como se estivesse me afogando, como se o ar tivesse sumido junto com a luz. Recuei e fiquei de pé, procurando cegamente pelo cordão da lâmpada, os braços erguidos, as mãos procurando. Chutei algo, me desequilibrei, parei”.

Página 76

É uma ótima dica para leitura, espero que todos tenham curtido e até a próxima resenha pessoal.

Resenha de Alexandra Rabelo, resenhista do Arca Literária e do blog MagiasBook

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here