Alana Ritzmann

0
594

  1. Fale-nos um pouco de você.

Bom, eu tenho 20 anos… Nasci e moro em Curitiba com os meus pais, me adapto a novos ambientes, adoro novas experiências e uma boa conversa.

  1. O que você fazia/faz além de escrever? De onde veio a inspiração para a escrita?

Eu faço psicologia, estou indo para o quarto ano, gosto de acampar e viajar com os amigos, morei na Austrália, sei um pouco de violão e de yoga e sou péssima cozinheira hahaha. O movimento da escrita começou com a experiência na Austrália, onde eu tinha um diário e assim vários foram me acompanhando acho que estou hoje no 13º e junto com os diários vieram textos mais artísticos que caracterizaram o nascimento de um livro.

  1. Qual a melhor coisa em escrever?

Esclarecer os pensamentos, e depois de montar algo legal se sentir satisfeito, completo.

  1. Você tem um cantinho especial para escrever? (Envie-nos uma foto)

Todo canto é canto… Como esse foi um livro bem dinâmico escrevi em guardanapos, pedaços de papel e tal.

  1. Qual seu gênero literário? Já tentou passear em outros gêneros?

Gênero… Nessa época transgênera que vivemos quero mais é transcender qualquer gênero… Mas chamaria de poesia contemporânea, sem muita métrica, muita rima, uma poesia mais orgânica. Me sinto ainda muito bagunçada mas um dia quero escrever um bom romance.

2017-12-12-PHOTO-00000002

  1. Fale-nos um pouco sobre seu (s) livro (s). Onde encontra inspiração para título e nomes dos personagens?

A personagem bem no fim sou eu mesma, que em cada poema apareço de uma forma. Já o título é uma junção de poema e boemia, mas pouco tem a ver com Bukowski.

  1. Qual tipo de pesquisa você faz para criar o “universo” do livro?

O universo do livro se pauta na exploração dos sentimentos internos.

  1. Você se inspira em algum autor ou livros para escrever?

Sim, na Clarice Lispector.

  1. Você já teve dificuldade em publicar algum livro? Teve algum livro que não conseguiu ser publicado?

Esse é o meu primeiro livro e não enfrentei problemas.

  1. O que você acha do novo cenário da literatura nacional?

Essa é uma ótima pergunta pois ficamos (eu inclusive) tão presos nos grandes nomes do passado que não conhecemos a literatura atual.

  1. Recentemente surgiram várias pessoas lançando livros nacionais, uns são muito bons, outros nem tanto, outros são até desesperadores, o que você acha sobre este boom?

Não tenho opinião formada a este respeito.

  1. Qual sua opinião sobre os preços elevados dos livros nacionais?

Com certeza o preço alto dificulta o acesso.

  1. Qual livro você falaria: “queria ter tido esta ideia”?

Os do Freud.

  1. Se tivesse que escolher uma trilha sonora para seus livros qual seria? (nome da música + cantor)

Missing you – Slowdive.

  1. Já leu algum livro que tenha considerado “o livro de sua vida”?

Talvez Sidarta – Hermann Hesse.

  1. Você tem novos projetos em mente? Se sim, pode falar sobre eles?

Tenho sim, é voltado para a estrutura do romance e a personagem principal é uma prostituta. Mas ao contrário do que se pode parecer o livro vai falar de muitas outras coisas fora amor e sexo.

  1. Você acompanha as críticas feitas por blogueiros nas redes sociais? O que você acha sobre isso?

Na verdade não acompanho. “Not everyone is an artist but everyone’s a critic”.

  1. Se pudesse escolher um leitor para seu livro (escritor, alguém que admire) quem seria?

Não consigo pensar em um nome.

  1. Qual a maior alegria para um escritor?

Vender seus livros!

  1. Deixe uma mensagem a nossos leitores e para aqueles que estejam iniciando no mundo da escrita literária.

Espaço é pra ser conquistado, primeiro conquiste dentro de você, e depois deixe o mundo ver que você é único.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here