A Torre – Leca Haine

0
844

Eusébia, uma velha mulher arrogante e preconceituosa, vê-se sozinha e sem ninguém para conversar, a não ser o porteiro Tião, que veio do Eusébia, uma velha mulher arrogante e preconceituosa, vê-se sozinha e sem ninguém para conversar, a não ser o porteiro Tião, que veio do Nordeste em busca de trabalho. Com o passar do tempo, surge uma espécie de codependência entre os dois, induzida pela solidão que sentem e que não têm coragem de confessar nem mesmo para si próprios.

Somente encarando os erros do passado e buscando perdoar-se a si próprios, ambos conseguem enxergar que a Torre, o prédio onde moram, não é mais o mesmo e que um novo destino os aguarda.

A história de A Torre gira em torno de dois personagens principais, um é Eusébia, uma senhora cheia de ego, grosseria, soberba e muito mal-educada, que mora no Edifício Costa Atlântica, em Copacabana. O local já chegou a ser o mais lindo e totalmente conceituado da Cidade Maravilhosa, assim diz a tão rude senhora para Sebastião, o porteiro do prédio, que atualmente está acabado, caindo aos pedaços e que perdeu todo o glamour que um dia já teve ( se é que já teve mesmo). Dois passados diferentes, que por um acaso (ou não), tiveram suas vidas cruzadas.

Esta obra traz em seu enredo uma aura de mistério e também de suspense, algo que gira em torno dos protagonistas e de suas vidas. Duas histórias muito fantasiosas, a vida de Bia e de Tião, dois passados que não se encaixam. O que será que tanto escondem? É algo a descobrir ao longo da leitura.

Ah, o título também não poderia ficar de fora, assim como a capa, já que os dois, tão curtos e grossos, deixam dezenas de dúvidas pairando na cabecinha do pessoal. Sobre o que se trata? O que encontrarei lendo este livro? Vale a pena? Pois eu respondo essa última: Com certeza vale!

Além deste, a narrativa contém também um toque dramático, algo que emociona até o mais duro dos corações, pois apesar de ser uma história inventada por uma mente brilhante, há uma bela semelhança com a realidade e não é pequena. A vida dura do jovem rapaz, que abandonou sua família no sertão para vir à cidade grande, em busca de uma vida nova. Assim como a vida triste de uma velha mulher abandonada, sozinha no mundo, que se tornou uma pessoa ruim depois de tantas pancadas que a vida lhe deu. Portanto, é capaz que muitos leitores se identifiquem, talvez com uma coisa ou outra, ou apenas por conhecer alguém que se encaixe em alguma frase escrita pela autora.

Sem contar, que há uma bela lição deixada lá pela autora, na verdade, uma não, mas várias para que o leitor pare e reflita.

Será que tratamos as pessoas como elas merecem? Pois muitas vezes julgamos sem conhecer, agimos sem pensar e isso acaba acarretando uma série de problemas, para nós e para o próximo.

Podemos mudar nossas ações, ser pessoas melhores, repensar nossos atos. Essa é apenas uma das chamadas que você encontrará em A Torre.

Para finalizar, eu não posso deixar de ressaltar o maravilhoso diferencial que eu encontrei neste livro e amei, algo que me surpreendeu, já que nunca havia visto nenhuma editora trazer algo assim, que para qualquer leitor é uma ótima oportunidade, principalmente para nós blogueiros, que é a disponibilidade de ler a versão em e-book para quem comprou o físico, desta forma, se você está naquele lugar onde não deu pra carregar seu exemplar contigo, ou se esqueceu ele em casa, com um login especial que vem na última página do livro você pode acessar o site da editora, logar e ler em qualquer hora, em qualquer lugar. Não é o máximo?

Viu quantas qualidades, quantas coisas incríveis A Torre traz? Não deixe de ter o seu, então eu digo e repito, vale muito a pena!

Resenha de Ge Benjamim, resenhista do Arca Literária e do blog Monte sua Livraria

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here