A mulher silenciosa – A.S.A. Harrison

0
549

Desde que fiquei sabendo desse livro senti vontade de ler, mas acabei desanimando devido a algumas críticas negativas, mas ao participar de uns desafios literários tive que ler um livro de um autor internacional já falecido então resolvi que deveria lê-lo para este desafio e não me arrependo.

Adorei a narrativa da autora que me prendeu na leitura desde a primeira linha, o que percebo que às pessoas estavam com expectativas que ele fosse parecido com Garota Exemplar e não conseguissem captar a grandeza do livro, as pessoas estavam atrás de um grande suspense, mas esse não é o foco do livro, é um livro mais puxado para o lado psicológico e cotidiano dos personagens, um casamento que está à beira do fim e o que uma mulher traída e abandonada é capaz de fazer para não perder sua dignidade.

A trama é narrada em terceira pessoa, porém em capítulos alternando os pontos de vista de Jodi e Todd, um casal aparentemente perfeito, deixando o leitor por dentro dos sentimentos mais profundos deles como em uma narrativa em primeira pessoa.

Jodi é psicoterapeuta, uma mulher de meia idade casada com Todd há 20 anos, ela é aquele tipo de mulher que busca a perfeição, uma vida certinha de aparências, tem um marido adúltero no qual ela aceita calada suas puladas de cercas, pois ela sabe separar sexo de amor e sabe que o marido sempre volta para casa e nunca irá abandoná-la, mas seu mundo começa a desmoronar quando ele se envolve com a filha do melhor amigo que tem idade para ser sua filha e o caso fica mais sério do que ela podia prever.

Eu odiei Todd desde o início não só por ser adúltero, mas também por ser um babaca, sim ele é um babaca, não quero falar mais dele se não vou acabar soltando spoiler, mas com certeza você vai odiá-lo também.

O livro é todo focado no desenvolvimento psicológico principalmente de Jodi, onde vamos navegar pelos seus traumas passados que influenciam suas escolhas até os dias atuais. Fiquei chocada com o passado dela com os irmãos dela e tive que voltar a ler os trechos para ver se foi realmente o que eu entendi, então prestem bastante atenção quando for falado da infância de Jodi, pois está nas entrelinhas o que aconteceu e não escrito explicitamente.

Sugiro que não leiam a sinopse e não criem grandes expectativas com muita ação, suspense e reviravoltas extraordinárias, apenas leiam e apreciem essa obra maravilhosa. Recomendo a leitura a todos e principalmente quem gosta de psicologia.

 Resenha de Danielle Peçanha, resenhista do Arca Literária e do blog Minhas Resenhas 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here