A Garota no Gelo – Robert Bryndza

4
641

Uma jovem mulher é assassinada, jovem rica, filha de um homem influente que adquirira recentemente o título de lorde e, a partir das investigações da morte, a detetive Erica Foster descobre ligações com outros assassinatos com o mesmo modus operandi. Mas uma diferença crucial: as demais mulheres eram prostitutas.

Primeiro, vamos falar dessa capa de tirar o fôlego. A capa nacional é a mesma capa original e traz uma característica marcante do corpo de Andrea Douglas Brown, encontrado congelado: os grossos cílios; mas felizmente esses olhos estão fechados. Digo felizmente porque a descrição é tão realista que você consegue ver em sua mente a personagem morta, e não seria nada agradável ter aqueles olhos abertos na capa a cada fechar do livro. Ou seria (risos). Enfim, com um zoom no olho fechado com densos cílios e a pele da maçã do rosto cravejada de cristais de neve em um tom azulado, a capa passa ao leitor beleza e morbidez, além de prenunciar a intensidade do livro. Particularmente, eu não curti o subtítulo do livro, que não está presente no original “Que estranhos segredos ela esconde?”, porque na verdade os segredos dela de estranhos não têm nada. Em resumo, não condiz com os segredos dela.  Mas os segredos do assassino de Andrea, sim.

 O livro é narrado em terceira pessoa sob dois pontos de vista – três se levado em conta a curta passagem das circunstancias da morte de Andrea feita a partir do POV dela. A visão da detetive Foster, que elenca a maior parte do livro, e a visão do assassino, pequenos trechos da narrativa.

A protagonista, Erika Foster, passou recentemente por um trauma em serviço e por isso ficou afastada de sua função, até ser convocada para comandar as investigações acerca do desaparecimento e consequente morte de Andrea Dlougas Brown, as investigações porém não seguem o caminho desejado por pessoas de grande influencia e a o comando segue para outras mãos. No entanto, Foster intuitivamente sabe que encontrar o assassino de Andrea não seguiria uma investigação como a requerida pelas instancias superiores, e mesmo afastada segue em uma busca desenfreada pelo homem que matou a jovem. Com um plot twist incrível, o autor surpreende revelando o assassino.

E essa é a melhor característica desse livro, Bryndza consegue manter o leitor cativo até suas ultimas páginas, revelando um suspense muito bem escrito até que no final o surpreende. A composição dos personagens também é muito boa, uma detetive esgotada, mas que insiste em seguir sua intuição e buscar justiça, um assassino psicopata com prazer no que faz, um chefe de departamento que, apesar das boas relações com Foster, prefere agradar os superiores e manter seu cargo e, finalmente, uma jovem socialite que vira alvo de um crime do qual aparentemente não se podia esperar – Andrea, apesar de morta, está presente em todo o livro pelo fato de ser a vítima cujo crime se costuma solucionar. E é o desejo de justiça a ela que mantém o foco de Erika.

Para quem gosta de CSI e outros seriados policiais, A garota no gelo é uma ótima indicação, mantendo não só o ritmo do enredo dos crimes solucionados nesse tipo de programa, como também seu final surpreendente. E, acredite-me, não se apegue a uma suposição, o assassino muito provavelmente sequer será o seu suspeito! ;]

signature

4 Comentários

  1. Parabéns pela resenha, fiquei curiosa para conhecer a história. Quem será o assassino dela e quais os segredos dele? Só pelo título já nos deixa super curiosos e sua resenha completou essa curiosidade.

  2. Excelente resenha! Estou louca para ler esse livro e suas palavras só me deram mais vontade. A capa me lembra um livro antigo que está voltando a a moda por causa da volta do seriado Twin Peaks. O livro chamava O Diário de Laura Palmer, que se refere a vítima que movimenta toda a trama do seriado.
    Bjs!
    www gatitaecia.blogspot.com.br

  3. Parabéns, pela resenha! Eu li o livro e sou fã da Erika Foster! O autor escreve muito bem e a construção dos personagens se da de forma satisfatória! O próximo volume da série Uma sombra na escuridão também é muito bom!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here