A Garota do Calendário – Maio – Audrey Carlan

0
458

Li a série inteira no ano passado, possui doze volumes, cada livro é chamado pelo mês vivido pela personagem e é bem hot. Estou falando da série “A Garota do Calendário”. Essa resenha será sobre o quinto volume que leva o nome de “Maio”.

Sinopse: O quinto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser… Em maio, Mia vai trabalhar como modelo no Havaí, onde conhecerá Tai, um dos homens mais impressionantes que ela já viu. Com ele, Mia vai descobrir que o prazer não tem limites — e que ela deve aproveitar absolutamente tudo o que a vida tem a oferecer.

 Mia, foi contratada neste mês para ser modelo de uma campanha no Havaí. O envolvimento de Mia neste livro será diferente, pois quando ela se envolvia com os clientes, neste ela vai se envolver com um dos modelos chamado Tai.

 E meu Deus, esse livro é sexo, atrás de sexo. Tem uma parte que entendi que ela quase começou a gostar deste personagem, além de ser apresentada para família dele. (Mia não, você tem que ser do Wes).

 Maddy e Ginelle, irmã e amiga respectivamente da Mia vão para o Havaí passar uns dias com ela. E nisso temos um pouquinho mais da relação das irmãs. O que achei bem bacana, nos outros livros a Mia falava que morria de saudade de sua irmãzinha e amiga, mas a maior parte do tempo que elas estavam lá, Mia estava no quarto transando com o Tai quase que o livro inteiro.

 O mais legal do livro em si foi o fato de conhecermos um pouco mais sobre a cultura local do Havaí, coisas que até então eu desconhecia.

Considero esse livro como o mais sexual, porém o que mais me alegrou foi saber sobre a cultura local do Havaí, coisas que até então eu desconhecia. Esse volume não está entre os meus preferidos, mas me deixou animado em continuar a série.

Eu li o físico, é tem bem diagramado, tem apenas 144 páginas, foi lançado pela Verus no ano passado de dois volumes por mês. Dei 3/5 estrelas no Skoob, por que o cumpri com o que é proposto.

  Acompanhei todos os lançamentos, e confesso: torço muito para a Mia ficar com o Wes, o homem apresentado no primeiro livro, creio que realmente é amor. As resenhas dos volumes anteriores já estão disponíveis aqui no Arca.

 signature

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here